domingo, 31 de março de 2013

Domingo de Páscoa

Lembro me de ser pequenita e ir com a minha Ama para a aldeia dela passar a Páscoa. Lá pela cidade estas coisas não aconteciam da mesma maneira.

E eu gostava tanto.... Já lá vão mais de 30 anos, mas tenho essas imagens na recordação. As imagens e os cheiros... Rosmaninho e alecrim que espalhavam pelas ruelas da aldeia.

E depois de passar o Sr. Padre, iamos de casa em casa... Esta era a parte que eu não gostava nada! Que chatice!

Desde que estou longe de casa, as tradições já não são o que eram. Aparte que por aqui a tradição nesta altura do ano é completamente diferente da nossa. Não há cá nada de folares, nada de pao-de-ló, e sim as "Monas" de Páscoa. Que não são mais nem menos que o nosso Ninho de Páscoa!! 

Em outras regiões de Espanha, fazem-se as "Torrijas", que são como as nossas Rabanadas que preenchem as nossas mesas de Natal.

Depois de ver tanta receita, tanto folar, decidi-me por um folar! E queria fazer o Folar de Olhão, mas não tinha banha, e não queria comprar um pacote só por causa de uma receita. Se fosse outra coisa compraria, mas como não uso este produto, e a bem da verdade, não gosto muito, está receita ficou apartada das minhas escolhas.

Num dos meus passeios pelo blog Kanela y Limón que eu tanto gosto, encontrei nas receitas antigas uma Trança de Páscoa. E assim que a vi meti mãos à obra, alterando ligeiramente, porque a receita também tinha ingredientes que não tinha.


Trança de Páscoa

Ingredientes:

  • 3 ovos
  • 90 gramas de açúcar
  • 100 gramas de manteiga derretida e fria
  • Raspa de uma laranja
  • Sumo de meia laranja
  • 1 pacote de fermento seco 
  • 4 gramas de sal
  • 100 ml de leite
  • farinha até que se despegue das mãos
  • gema de ovo e um bocadinho de leite (para pincelar)

Recheio:
  • 100 gramas de manteiga derredita fria
  • 125 gramas de açúcar amarelo
  • 1 colher de chá de canela 



Execução:

Colocamos os ovos e o açúcar numa taça. Juntamos a raspa e o sumo de laranja, mexendo sem BATER. Dissolvemos o fermento no leite morno e juntamos. Juntamos a farinha e amassamos até que a massa se despegue da taça. Ao fim de este tempo temos que ter uma massa muito maleável. 

Deixamos a massa repousar até que duplique o seu tamanho, num lugar morno e sem correntes de ar. O meu microondas é o meu lugar preferido para isto.

Acabado o tempo de levedação colocamos a massa na bancada polvilhada com farinha. Dividimos em 3 pedaços iguais e esticamos cada um de modo a ficarmos com uma tira de 15 x 30 aproximadamente. Não devem ficar muito finas porque podem rebentar no forno.

Pincelamos generosamente cada tira com manteiga e polvilhamos com a mistura de açúcar e canela. Enrolamos as tiras pela parte mais larga. Repetimos esta operação nas 2 tiras restantes (ver link da receita original, para ver como se fazer este passo).

Sobrepomos as pontas das tiras e fazemos a nossa trança. Pincelamos com a gema de ovo e o leite. Polvilhei com açúcar candy mas pode ser polvilhado com açúcar molhado em água.

Colocamos numa forma de bolo inglês forrada com papel vegetal e levamos ao forno pré-aquecido a 180ºC até que esteja dourada ou até que o palito saia limpo.

Retiramos e deixamos arrefecer.



Poderia dizer que foi uma tentativa aproximada do folar de Olhão pelo sabor!! Sim porque admito que sou uma adicta à canela e a mistura com a laranja na massa, torna muito difícil comer so uma fatia!

E foi mesmo só isso que comi no lanche, pronto duas fatiazinhas, porque dividi o resto pelas provadoras oficiais.




Mas antes de dividir pelas vizinhas fiquei com estas fatias para vos deixar! Porque é domingo de Páscoa e vocês merecem!!

Alguém vai dizer que não?


40 comentários:

  1. Olá Mena!
    Eu também tenho essas boas recordações da Páscoa da aldeia...e ao contrario da Mena eu adorava a visita Pascal.
    Mas com o tempo as tradições vão-se perdendo...e agora eu também já nem ligo e cada vez que penso que se beijava a cruz sem ser desinfetada dá-me arrepios.
    Mas o melhor e mais deliciosos e esta trança...ficou um esplendor!!!
    Como a hora do lanche está a chegar; eu vou pedir uma rica e boa fatia...pode ser???
    Beijinhos Mena; e obrigada pelo carinho.

    M. A. Lopes.

    ResponderExcluir
  2. Olá...
    Que aspecto magnifico ;).... Adorei a tua sugestão :).... Boa Páscoa...
    Beijocas...

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Eu não digo que não! Amanha quando chegar a casa vou por mãos á obra e fazer qualquer coisita ;-) aqui é tradição comer Colomba ( que é nada mais nada menos que o panettone em formato diferente) mas eu pouco ou nada aprecio.. :-( agora a tua bela trança aguçou-me e adoçou-me o apetite!!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  4. Que bom aspecto!
    É incrível como as recordações são associadas a cheiros, sabores, a comida é o centro da casa e também das recordações!
    Essa trança parece-me ser maravilhosamente perfumada e saborosa :)
    Beijo mt grande
    Raquelita

    ResponderExcluir
  5. Quando era solteira, lembro-me da visita pascal na casa dos meus pais, mas depois essa tradição foi-se perdendo, embora em algumas aldeias ainda se faça.
    Não ligo à páscoa, mas faço os meus docinhos, tal como faço aos fins de semana.
    Adorei a tua trança, e já roubei uma fatia :) a receita vou levar comigo, porque mesmo noutra altura, será um prazer fazer esta doçaria.
    Bjns e resto de um dia feliz
    Isabel

    ResponderExcluir
  6. eres la reina de las masas!!!
    y sobre todo de las masas rellenas tipo brioche etc. Me encanta como te quedan todos los dulces que haces Mena.
    Pero por favor, explícame que haces con tanto dulce!!!!! te lo comes o lo vendes jajaj

    ResponderExcluir
  7. Aqui a tradição é comer folar de carne: ao pequeno-almoço, ao lanche e ao jantar. Às horas que apetecer, enquanto houver! Mas eu como não como o folar, deixei passar o compasso e decidi-me há bocadinho a meter um pão-de-ló no forno :)

    Ficou linda linda a tua trança, tão bem entrançada!
    Ainda venho a tempo de uma fatia?

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Com um aspeto desses, acho que ninguém vai diz, não!

    Ficou mesmo bonita e deve ser uma delicia. Boa escolha.

    Beijocas

    Paula

    ResponderExcluir
  9. Você e essas receitas incríveis sempre.
    Que bela trança.
    Estou para fazer mas ainda não arrisquei, mas fico encantada quando entro aqui e vejo essas belezuras. Beijão e uma feliz páscoa :)

    ResponderExcluir
  10. Confesso que apesar de católica praticante não tenho grandes tradições da Páscoa, talvez por viver na cidade!
    O aspecto desta trança de Páscoa está fantástico e o recheio de canela deve ser delicioso :)

    Beijinhos e continuação de boa Páscoa*

    ResponderExcluir
  11. Queria ser tua vizinha nestas alturas,eheheheh...Por outro lado andávamos sempre a trocar iguarias e não era nada bom para a linha!!!
    Boa Páscoa e espero te no sitio do costume lol
    Rita

    ResponderExcluir
  12. Olá Mena !
    És mesmo fofinha ! ... Adorei saber a tua história de infancia !
    Adorei esta receita e fiquei curiosa para a fazer também pois adoro o folar de olhão.
    Muitos beijinhos.

    ResponderExcluir
  13. Que maravilha.... gostava muito de provar.. :)
    Beijinhos e Feliz Páscoa

    ResponderExcluir
  14. Mena, realmente não consigo dizer que não a uma fatia, mas eu quero 2 pois a Liliana também come :)

    Adorei a descrição da tradição da Páscoa na tua infância, a minha tradição é ir a casa da Tia e conviver com a familia, que cada vez está maior :) o que é bom sinal :)

    beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá Mena: que linda trança e com o recheio de açúcar e canela só pode ser uma grande delícia ( pelo menos para mim!!)O interior destas fatias não engana: impossível comer uma só ( estou enganada??)
    Bjns e espero que tenhas tido uma feliz Páscoa
    Márcia

    ResponderExcluir
  16. Querida,

    Jamais recusaria um docinho teu ! ;-)
    Olha eu aqui já de braço esticado a tirar uma dessas fantásticas fatias !

    Pois é, as tradições não são de facto o que eram e embora se tentem recuperar, algumas vezes desesperadamente, não é possível recuperar o tempo, as gentes, os cheiros, os modos, as posturas que eram tão diferentes das de hoje.
    Não chega fazer algo de outrora, embora isso possa apaziguar um pouco a saudade, pois as gentes de outrora já cá não estão. :(

    Adorei a tua trança, Mena, está fofa, coradinha, mesmo como eu gosto !

    Resto de bom Domingo, amiga !

    Um beijinho grande

    Isabel
    www.blogdochocolate.com
    http://brisa-maritima.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  17. Mena,
    Não sei bem porquê, mas na minha casa nunca houve a tradição do folar. Talvez, por isso, nem tenha tentado fazer. Mas a tua trança. menina.....ficou cá uma delicia e bem tentadora, e óptima para qualquer altura do ano.
    Boa semana
    Bjkas

    ResponderExcluir
  18. Tudo o que fazes, fazes muito bem feito.
    As fotos comprovam-no.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  19. Que bela trança, ficou lindo e com um aspecto mesmo apetitoso, óptima escolha querida :) Também quero um dia experimentar o de olhao porque adoro, mas ainda não ganhei coragem para o fazer LOLOL Agora comia uma bela fatia dessa trança :)

    Beijocas muito grandes,
    Joana

    ResponderExcluir
  20. Os sabores e os afectos ficam pela memória e despertam-nos as lembranças.
    Que bom é visitar a infância, com os olhos que o mundo e a vida, entretanto, nos alargaram!

    Gostei muito da trança e, como te disse a este propósito, há pouco, queria uma fatia, mas já sei que não há...

    Mais um projecto para mim, claro, pois quero experimentar!

    Beijinhos, Mena!

    ResponderExcluir
  21. Esta trança está mesmo a pedir uma trinca!! Está magnifica :)

    ResponderExcluir
  22. Quem me dera saber fazer coisinhas assim tão bonitas e apetitosas.
    Enquanto vou aprendendo, fico-me só por provar, e essa trança eu queria provar de certeza :D
    Beijinhos e boa semana*

    ResponderExcluir
  23. Eu também cresci na cidade e em minha casa nunca se viveu muito a Páscoa, por isso essas memórias devem ser preciosas!
    essa trança ficou com um aspecto delicioso
    beijinhos e boa semana

    ResponderExcluir
  24. Olá, Mena!
    É muito interessante conhecermos tradições de outros lugares e do que por lá se come... Estas tranças ficaram com um aspecto muito cativante... adorei!
    Beijinhos
    Paula

    ResponderExcluir
  25. Bom dia querida, essa trança ficou linda e com um aspecto delicioso, adorei.
    bom início de semana pra ti, bjs !!!

    ResponderExcluir
  26. Ayer lo vi y me quede con las ganas de dejarte el comentario! pero es que las prisas no son buenas, pero que pinta tiene, ahora mismo estoy tomando nota que tengo que hacerlo si o si, que maravilla y es que no hay masa que se te resista. Besos

    ResponderExcluir
  27. Olá Mena. Que linda trança nos trazes aqui. Ficou com um exterior de babar e com um interior de babar mais ainda. Que lindas memórias também nos trouxeste. Por cá oferecemos folares aos afilhados e não há a tradição do pão de ló. Cada terra com o seu uso.
    Fiquei feliz por teres gostado da foto das magnólias. São flores lindíssimas, magestosas, mesmo.
    E quando decidirem vir aos Açores, terei todo o gosto em fazer de cicerone aqui na ilha onde moro. A melhor altura é mesmo o verão.
    Um beijinho.

    ResponderExcluir
  28. Tranças fazem-me lembrar a minha avó paterna!
    A tua está encantadora Mena :) Deixa qualquer um de olhos nela!
    Um grande beijinho

    ResponderExcluir
  29. Olá, Mena,
    É a primeira vez que deixo um comentário, mas gosto muito do seu blogue e o que ele transmite. Deve ser um doce de pessoa!
    Convido-a a conhecer o Da Nossa Cozinha e a visitar-nos sempre que queira, ficaremos muito felizes. Inspirei-me no mesmo blogue para a Páscoa... Fiz umas bolachas-ninhos de Nutella com amêndoas.
    Um beijinho e até breve,
    A Cozinheira
    http://danossacozinha.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  30. Olá Mena!
    Espero que o teu domingo de Páscoa tenha sido bem docinho!
    A avaliar pelas fotos, parece-me muito bem, adoro tranças, pães doces, folares.
    Eu ainda meti mão aos folares da minha zona, com a minha avó, e lá ficaram bons e fofos.
    Mas ainda não encontrei uma receita que me animasse. Também queria fazer o folar de olhão.
    Gostei das fatias dessa trabça linda :)
    Um beijinho.

    ResponderExcluir
  31. Una preparación fabulosa, me ha gustado mucho.
    Besos

    ResponderExcluir
  32. Olá Mena, cá estou eu :-)

    Adorei esse teu folar e vou levar uma fatia, deve estar divinal

    Bjkas
    http://saboresleveslena.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  33. A tua trança ficou bem bonita, eu já dava uma trinca, kiss

    ResponderExcluir
  34. Mena, vim conhecer o seu cantinho e simplesmente amei todas as delícias que aqui se encontra! Já estou ficando seguidora, peço licença. Me visite também será um grande prazer! Beijinhos doces...

    ResponderExcluir
  35. Eu também me lembro tanto dessas Páscoas no Norte Mena.
    Adorava as Páscoas em na aldeia e também detestava a parte do padre, pois tínhamos de beijar o crucifixo e eu odiava essa parte, pois já tinha passado por centenas de beijocas de velhotas, ehehehe...
    Esta tua trança ficou o máximo de linda e que delícia que deve ter ficado!
    Beijinhos grandes,
    Lia.

    ResponderExcluir
  36. Também me recordo das Pascoas passadas na terra da minha mãe. E claro como a Lia diz, detestava beijar o crucifixo...

    A tua trança tem um aspecto deliciso.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  37. Realmente delicioso, una vista inmejorable. Me guardo esta receta para hacerla lo antes posible.
    Un gusto pasar por tu blog en el que me quedo, si me lo permite google, que me ha dado error, pero si no lo consigo ahora, lo intentaré más tarde.
    ¡Besos!

    ResponderExcluir
  38. Olá Mena, já aqui tinha vindo, mas não tinha visto bem, com os olhos bem abertos!, a receita desta trança. Tenho que experimentar!

    Beijinhos

    ResponderExcluir