12.5.17

Back with Dorie




Podia estar aqui uma eternidade a tentar explicar o porquê de tanto tempo de ausência e iria demorar tanto, mas tanto tempo, que o post não teria fim. Em vez disso prefiro dizer que estou de volta a estas andanças e aos meus bolinhos.


O grupo da Dorie às Sextas, do qual eu era uma seguidora constante, está há um tempo em stand-by. A verdade é que entendo as mentoras do grupo. O tempo não chega para tudo e há coisas que vão ficando para segundo plano.


Uma das minhas últimas aquisições literárias, leiam-se culinárias e afins, foi o livro Baking From My House to Yours. Sempre fui fazendo as receitas da Dorie, porque eram partilhadas no grupo. Já estava na altura que fizesse parte da minha colecção. No dia em que chegou, parou tudo! Não havia nada para fazer, ainda que houvesse. Por minha vontade, nem me levantava da cadeira. (risos)


Mas um livro assim está recheado de coisas novas, ao menos para mim, e eu tento sempre não perder detalhe. Foi numa dessas leituras que encontrei o bolinho de hoje. Não sei se realmente posso dizer que pela Sibéria já é Primavera, porque há dias que me deixam na dúvida, mas ainda assim, achei que um Bolo de Mirtilos e Crumble, era um bom motivo para voltar e acender o fogão.











Eu voltei a fazer das minhas. Resolvi não fazer a receita como estava no livro e em vez de ter um bolinho arranjadinho, ficámos com umas madalenas gigantes! (risos)

A isto chamo eu excesso de confiança e despite na cozinha. Ainda que o aspecto não seja o mais bonito, há que ter em conta que está na moda o rústico e o vintage, não é? E como o sabor deles prevalece ao aspecto, tive que fechar os olhos e por de lado as minhas manias.

Partilho com vocês a receita na totalidade, embora tenha feito só metade da mesma e colocado numa forma de muffins individuais. Coisa que também se pode fazer e o único cuidado a ter, é não encher demasiado as cavidades.





Bolo de Mirtilos e Crumble
(receita retirada do livro Baking From My House to Yours, pág.192, de Dorie Greenspan)






Ingredientes:

Para o Crumble:
- 70 gramas de manteiga
- 50 gramas de açúcar
- 73 gramas de açúcar moreno
- 43 gramas de farinha
- 1/4 tsp de sal
- 75 gramas de nozes picadas grosseiramente


Para o bolo:
- 250 gramas de mirtilos (frescos ou congelados (não descongelar))
- 260 gramas de farinha + 2 tsp de farinha
- 2 tsp de fermento em pó
- 1/2 tsp de bicarbonato de sódio
- 1/4 tsp de sal
- 1/4 tsp de canela em pó
- 1/8 tsp de noz moscada recém moída
- 134 gramas de açúcar
- Raspa de 1/2 limão
- 84 gramas de manteiga temperatura ambiente
- 2 ovos tamanho L
- 1 tsp de baunilha
- 125 ml de buttermilk ( 125 ml de leite + 1 colher de chá de sumo de limão)


Método de preparação:

Para o Crumble:
Colocar todos os ingredientes numa taça, à excepção das nozes. Com as pontas dos dedos ou com a ajuda de um "pastry blender", ir incorporando a manteiga nos elementos secos, de maneira a obter uma massa arenosa com pequenos pedaços do tamanho de ervilhas, Juntar as nozes picadas e guardar no frigorífico coberto com película aderente.


Para o Bolo:

Pré aquecer o forno a 175 ºC. Untar um pirex quadrado de 20 x 20 com manteiga e reservar, (No meu caso usei uma forma multipla de muffins)

Numa taça misturar os mirtilos com as duas colheres de chá de farinha e reservar. Se usar congelados deixar esta operação para depois de a massa estar batida.

Misturar todos os ingredientes secos e reservar.

Na taça da batedeira, colocar o açúcar e a raspa de limão. Com as pontas dos dedos, esfregar o açúcar de maneira a que fique aromatizado com a raspa de limão. Adicionar a manteiga e bater durante três minutos, a velocidade média, até obter uma mistura leve e fofa. Juntar os ovos um a um, batendo durante um minuto entre cada adição. Juntar o extracto de baunilha.

Reduzir a velocidade e adicionar a farinha e o buttermilk alternadamente, devendo começar-se com a farinha e terminar com a mesma. A massa será mais espessa e cremosa. Com uma espátula envolver os mirtilos. Colocar a massa no tabuleiro previamente preparado e alisar a superficie suavamente. Repartir o crumble de forma desordenada, por toda a superficie do bolo.

Cozer durante 55 a 65 minutos ou quando o Crumble esteja dourado e o teste do palito saia limpo. Retirar do forno e deixar arrefecer. Desenformar e servir.








Gosto especialmente dos apontamentos que faz a Dorie a cada receita, aos quais lhe chama Playing Around. Neste bolo sugere a utilização de outros frutos, sejam eles frambuesas, amoras, pêssegos, ameixas, nectarinas, alperces. Os únicos que não recomenda são os morangos pela sua quantidade de água.

E como diz a Dorie na introdução deste bolo, é fácil ficar viciada com este bolo. A massa é suave, fofa e só fruta! Neste caso os sabor dos mirtilos é dominante e contrasta em harmonia com as especiarias e com o crumble que é diferente a outros já experimentados por aqui.

Pode ser servido em qualquer ocasião e só necessita como acompanhamento uma chávena de café ou de chá.

Coffee or Tea?




13.11.16

4 aninhos




Sentada à frente do computador, com uma chávena de chá bem quentinha que o tempo assim o obriga, faz-me viajar no tempo. Mais precisamente ao dia que eu "massacrava" um amigo entendido nestas tecnologias sobre a dificuldade de criar um blogue.

Criar não foi difícil, difícil foi moderar a minha vontade de experimentar receitas para o poder alimentar.

Com o passar do tempo, e já lá vão quatro anos, o blogue foi engordando o arquivo de receitas acompanhadas de uma história, as prateleiras das estantes foram-se enchendo de livros, e eu simplesmente fui ficando mais completa, quer a nível de sabedoria quer a nível pessoal. Diga-se que no que diz respeito ao nível pessoal, sinto-me muito grata por este blogue me ter dado a oportunidade de conhecer pessoas fantásticas através dele.

E há melhor que comemorar um aniversário, do que com um bolinho? Não há, pois não?


A ideia era fazer um Bundt como este, mas a receita deste não me agradava em absoluto. E em vez de usar as mesmas proporções para conseguir o mesmo efeito, usei as minhas, Resultado? Não aquele que eu queria, mas foi salvo pelo sabor e por isso está aqui.



Bundt Cake de Ábobora e Chocolate







Ingredientes para a massa de abóbora:
(Receita da Dorie)

- 2 ovos
- 250 gramas de farinha
- 1/2 c. chá de fermento em pó
- 1/2 c. chá de bicarbonato de sódio
- 1 c. chá de canela
- 1/4 c. chá de noz moscada
- 1/2 c. chá de gengibre
- 1 pitada de sal
- 150 gramas de açúcar mascavado
- 100 gramas de manteiga sem sal
- 100 gramas de crème frâiche espessa
- 80 ml de sumo de laranja
- 250 gramas de puré de abóbora (abóbora assada no forno com casca de laranja e canela)

Execução:

Numa taça juntar todos os ingredientes secos, farinha, sal. especiarias, fermento e bicarbonato de sódio.

Na taça da batedeira colocar a manteiga e o açúcar, Bater a uma velocidade média durante 5 minutos, Juntar os ovos um a um, baixando a velocidade. Juntar o puré de abóbora e o sumo de laranja. Bater suavemente a velocidade baixa.

Juntar 1/3 dos ingredientes secos e alternar com a crème frâiche, terminando com os ingredientes secos. Amassar durante dois minutos depois da última adição de farinha. Reservar a massa.

Pré aquecer o forno a 180 ºC. Untar uma forma de bundt cake e reservar.


Ingredientes para a massa de chocolate:
(Receita daqui)

- 2 ovos L
- 150 gramas de manteiga
- 1 colher de sopa de cacau em pó
- 50 gramas de chocolate 70% de cacau
- 90 ml de água
- 1 c. de sopa de café solúvel
- 150 gramas de açúcar mascavado
- 125 gramas de crème frâiche espessa
- 1/2 c. chá de essência de baunilha
- 200 gramas de farinha
- 1 pitada de sal
- 1/2 c. chá de fermento em pó
- 1/2 c. chá de bicarbonato de sódio


Execução:

Num tacho colocar a manteiga, o chocolate e o cacau. Deixar que derreta a manteiga e retirar. Deixar repousar 5 minutos e mexer para misturar bem o chocolate e o cacau. Juntar o café dissolvido na água a esta mistura e deixar arrefecer.

Numa taça colocar a farinha, o sal, e o bicarbonato, e reservar.

Bater os ovos com o açúcar e com a essência de baunilha a velocidade média até que duplique de volume. Juntar a mistura do chocolate, em fio e envolver bem na mistura dos ovos.

Juntar a crème frâiche, alternando com a farinha. Envolver bem na massa.








Encher uma manga de pasteleiro com a massa de chocolate e encher as ranhuras da forma. Com a ajuda de um pauzinho de espetada espalhar a massa e voltar a colocar mais massa. ( Em caso de dúvidas consultar o método neste blog.)

Colocar a massa de abóbora seguida de uma camada de massa de chocolate e assim sucessivamente até se terminarem.

Com o pauzinho de espetadas dar um efeito swirl nas massas. Levar ao forno pré aquecido durante mais ou menos 1 hora ou até o palito sair seco.

Retirar do forno e deixar arrefecer durante 15 minutos dentro da forma. Desenformar e deixar arrefecer completamente sobre uma rede e tapado,

Depois de frio polvilhar com açúcar em pó.










Se às vezes controlasse a minha impulsividade e lê-se as coisas como deve ser antes de começar a fazer as coisas, talvez tivesse conseguido um Bundt com duas cores. Mas como a teimosia também reina, as duas cores ficaram, mas de uma maneira mais abstracta.

O resultado podia ter sido muito pior e como referi anteriormente, foi salvo pelo sabor. É certo que as receitas não são novidade, o que é novidade é sim a mistura das duas. E o único que posso dizer é que funciona e o resultado agradou aos amiguinhos dos catraios, que foram os provadores oficiais. 

Vai uma fatia?