domingo, 13 de novembro de 2016

4 aninhos




Sentada à frente do computador, com uma chávena de chá bem quentinha que o tempo assim o obriga, faz-me viajar no tempo. Mais precisamente ao dia que eu "massacrava" um amigo entendido nestas tecnologias sobre a dificuldade de criar um blogue.

Criar não foi difícil, difícil foi moderar a minha vontade de experimentar receitas para o poder alimentar.

Com o passar do tempo, e já lá vão quatro anos, o blogue foi engordando o arquivo de receitas acompanhadas de uma história, as prateleiras das estantes foram-se enchendo de livros, e eu simplesmente fui ficando mais completa, quer a nível de sabedoria quer a nível pessoal. Diga-se que no que diz respeito ao nível pessoal, sinto-me muito grata por este blogue me ter dado a oportunidade de conhecer pessoas fantásticas através dele.

E há melhor que comemorar um aniversário, do que com um bolinho? Não há, pois não?


A ideia era fazer um Bundt como este, mas a receita deste não me agradava em absoluto. E em vez de usar as mesmas proporções para conseguir o mesmo efeito, usei as minhas, Resultado? Não aquele que eu queria, mas foi salvo pelo sabor e por isso está aqui.



Bundt Cake de Ábobora e Chocolate







Ingredientes para a massa de abóbora:
(Receita da Dorie)

- 2 ovos
- 250 gramas de farinha
- 1/2 c. chá de fermento em pó
- 1/2 c. chá de bicarbonato de sódio
- 1 c. chá de canela
- 1/4 c. chá de noz moscada
- 1/2 c. chá de gengibre
- 1 pitada de sal
- 150 gramas de açúcar mascavado
- 100 gramas de manteiga sem sal
- 100 gramas de crème frâiche espessa
- 80 ml de sumo de laranja
- 250 gramas de puré de abóbora (abóbora assada no forno com casca de laranja e canela)

Execução:

Numa taça juntar todos os ingredientes secos, farinha, sal. especiarias, fermento e bicarbonato de sódio.

Na taça da batedeira colocar a manteiga e o açúcar, Bater a uma velocidade média durante 5 minutos, Juntar os ovos um a um, baixando a velocidade. Juntar o puré de abóbora e o sumo de laranja. Bater suavemente a velocidade baixa.

Juntar 1/3 dos ingredientes secos e alternar com a crème frâiche, terminando com os ingredientes secos. Amassar durante dois minutos depois da última adição de farinha. Reservar a massa.

Pré aquecer o forno a 180 ºC. Untar uma forma de bundt cake e reservar.


Ingredientes para a massa de chocolate:
(Receita daqui)

- 2 ovos L
- 150 gramas de manteiga
- 1 colher de sopa de cacau em pó
- 50 gramas de chocolate 70% de cacau
- 90 ml de água
- 1 c. de sopa de café solúvel
- 150 gramas de açúcar mascavado
- 125 gramas de crème frâiche espessa
- 1/2 c. chá de essência de baunilha
- 200 gramas de farinha
- 1 pitada de sal
- 1/2 c. chá de fermento em pó
- 1/2 c. chá de bicarbonato de sódio


Execução:

Num tacho colocar a manteiga, o chocolate e o cacau. Deixar que derreta a manteiga e retirar. Deixar repousar 5 minutos e mexer para misturar bem o chocolate e o cacau. Juntar o café dissolvido na água a esta mistura e deixar arrefecer.

Numa taça colocar a farinha, o sal, e o bicarbonato, e reservar.

Bater os ovos com o açúcar e com a essência de baunilha a velocidade média até que duplique de volume. Juntar a mistura do chocolate, em fio e envolver bem na mistura dos ovos.

Juntar a crème frâiche, alternando com a farinha. Envolver bem na massa.








Encher uma manga de pasteleiro com a massa de chocolate e encher as ranhuras da forma. Com a ajuda de um pauzinho de espetada espalhar a massa e voltar a colocar mais massa. ( Em caso de dúvidas consultar o método neste blog.)

Colocar a massa de abóbora seguida de uma camada de massa de chocolate e assim sucessivamente até se terminarem.

Com o pauzinho de espetadas dar um efeito swirl nas massas. Levar ao forno pré aquecido durante mais ou menos 1 hora ou até o palito sair seco.

Retirar do forno e deixar arrefecer durante 15 minutos dentro da forma. Desenformar e deixar arrefecer completamente sobre uma rede e tapado,

Depois de frio polvilhar com açúcar em pó.










Se às vezes controlasse a minha impulsividade e lê-se as coisas como deve ser antes de começar a fazer as coisas, talvez tivesse conseguido um Bundt com duas cores. Mas como a teimosia também reina, as duas cores ficaram, mas de uma maneira mais abstracta.

O resultado podia ter sido muito pior e como referi anteriormente, foi salvo pelo sabor. É certo que as receitas não são novidade, o que é novidade é sim a mistura das duas. E o único que posso dizer é que funciona e o resultado agradou aos amiguinhos dos catraios, que foram os provadores oficiais. 

Vai uma fatia?

domingo, 16 de outubro de 2016

Doces aromas

É preciso um novo desafio para o blog voltar a acender fogões e meter as mãos na massa.

Voltam-se a acender os fogões blogueiros para se juntarem naquele que é mais um World Bread Day. A Zorra é a responsável por toda esta movimentação naquele que é uma das preparações mais antigas do mundo.

Água, farinha, sal, fermentação e tempo de repouso, são os ingredientes que fazem maravilhas. Os tempos foram mudando e a esta base foram, acrescidos outros ingredientes e a diversidade de pão foi aumentando. 

Pessoalmente, prefiro o "pão" doce. Ou seja, as massas enriquecidas com ovos, açúcar, leite e manteiga. As possibilidades são imensas é tudo depende do gosto de cada um é da imaginação e criatividade. 

Apesar de não ter muito tempo para fazer estas coisas que tanto gosto, estava metida na minha cabeça uma junção de sabores que tinha visto num dos livros novos cá de casa. Sem querer, encontrei uma imagem no Pinterest que me agudizou o sentido e fez com que fosse à procura da receita. A receita não estava, mas o caos estava montado entre os meus neurónios. A massa foi feita por instinto e o recheio vem de um livro com aromas do Médio Oriente, mais precisamente o "Persiana" da Sabrina Ghayour.


Coroa de Pistacho com Recheio de Amêndoas e Água de Rosas
(Pistachio, Almond and Rose Wreath)







Ingredientes 

Para a massa:
-600 gramas de farinha de força 
- 3 ovos
- 60 gramas de açúcar mascavado claro
- 100 gramas de manteiga sem sal derretida
- 10 gramas de fermento de padeiro seco
- 10 gramas de sal
- 200 gramas de leite meio gordo morno
- 80 gramas de pasta de pistacho

Para o recheio:
- 250 gramas de amêndoa moída
-125 gramas de açúcar 
- 100 gramas de manteiga derretida
- 2 colheres de sopa de água de rosas
- 1 colher de sopa de extracto de laranja
- Raspa de 2 laranjas
- Raspa de 2 limões
- 1 1/2 de chá de canela em pó 
- 50 gramas de pistachos grosseiramente picados

Para decorar:
- 50 gramas de pistachos grosseiramente picados
- 50 gramas de cranberries grosseiramente picados 
- açúcar em pó q.b.
- calda de limão ( 1 colher de sopa de sumo de limão, 4 colheres de sopa de água, 1 colher de sopa de açúcar ou mais consoante o gosto)



Execução:

Para a massa:
Na taça da batedeira colocar a farinha, o açúcar, o sal, o fermento no lado oposto ao do sal, fazer um buraco ao centro e colocar os ovos ligeiramente batidos. Colocar o gancho de amassar na batedeira e  começar a amassar a uma velocidade baixa. Assim que os ingredientes comecem a formar uma pasta, juntar a manteiga derretida e o leite. Amassar a uma velocidade média durante 10 minutos até que a massa esteja elástica e se despegue da taça.

Transferir para um recipiente grande untado com azeite e cobrir com pelicula aderente. Deixar levedar num local morno, ao abrigo de variações de temperatura durante 1h30 ou até duplicar o volume. 

Amassar a massa depois de levedada e voltar a colocar no mesmo recipiente. Cobrir novamente com pelicula aderente e deixar repousar no frigorífico toda a noite.

Retirar a massa do frigorífico e deixar a temperatura ambiente 15 minutos e amassar de forma a tirar todo o ar. 

Preparar o recheio colocando todos os ingredientes numa taça e misturar até obter uma massa homogénea. Este recheio pode ser feito com antecedência e ser guardado no frigorífico até utilização.

Polvilhar uma superfície grande com um pouco de farinha e esticar a massa, até obter um rectângulo de 40x60. 

Com a ajuda de uma espátula, espalhar uniformemente o recheio sobre toda a superfície de massa. Enrolar pela parte maior pressionando ligeiramente. Cortar este cilindro de massa ao meio, com a ajuda de uma faca bem afiada, em todo o comprimento do mesmo. Entrelaçar as duas pontas entre si, torcendo ligeiramente. Unir as pontas e colocar sobre a bandeja do forno, já preparada com papel anti aderente. Deixar repousar num local morno durante 45 minutos.

Pré aquecer o forno a 200°. Colocar a coroa no forno e baixar a temperatura a 180°. Cozer durante 45 minutos aproximadamente. Se a coroa começar a ficar com um tom dourado muito rápido, tapar com papel de aluminio para evitar que se queime.

Enquanto está no forno, colocar os ingredientes da calda num tacho e deixar ferver durante uns 5 minutos. Não deve ficar muito espessa.

Retirar do forno, colocar sobre uma grelha e deixar arrefecer.

Pincelar com a calda de limão e polvilhar com os pistachos e os cranberries grosseiramente picados, seguido do açúcar em pó.






No livro que referi houve uma frase que me chamou a atenção e passo a citar: "We don´t really do dessert in the Middle East. We do tea..."

Entre esta frase há muitas outras que me têm apaixonada por esta cultura tão diferente da minha. Uma coisa é certa, o resultado deixa-me sempre surpreendida e animada por descobrir novos sabores.

E este não é excepção e é sem dúvida um bom motivo para tomar uma chávena de chá. Isso sim, sem pressas, porque a pressa é inimiga da perfeição e a prova está nesta fatia cortada ainda quente, numa correria contra o tempo para aproveitar uma restia de luz.

Não se pode andar de passeio pela Sibéria e esperar que as coisas apareçam feitas! (risos)

Alguém faz o chá?!