domingo, 27 de janeiro de 2013

Nem o vento as leva....

Tenho andado bastante ausente do blog e da cozinha! Desde já agradeço todos os comentários que vão deixando.... Assim que possa respondo a cada um. Na cozinha faço o de todos os dias, preparar os pequenos almoços, qualquer coisa à hora de almoço e sempre a sopinha do jantar.

Há dias assim, em que me sinto como se as forças me falhassem, e o tempo que tem feito por aqui não tem ajudado muito. Há quase duas semanas que não pára de nevar, e o Sol, esse tem andado muito escondido. E eu preciso dele, como todo o comum dos mortais, mas eu fico numa tal de depressão, que parece que o mundo vai acabar. Menos mal que depois de uns dias em casa o Tomás se recuperou muito bem da bronquite, porque se não então....

Nestes dias recorro aos ombros das amigas.... Sim essas que emprestam o ombro, a mão e o que faça falta. Sou feliz no que diz respeito a isso. Tenho umas quantas que nunca me abandonam e são aquelas que basta dar um suspiro, e já sabem que é o mesmo que um grito de guerra. Apesar de dizerem que tenho mau feitio, acho que foi isso que as atraiu!! Já sabem, presunção e água benta, cada um toma a que quer...

E não são amizades de dois dias.... São amizades de anos!! E agora como eu estou tão longe da vista, valha-me o Facebook para matar saudades delas.

Foi numa dessas conversas facebookianas que uma delas me enviou este poema.... Disse que me revia nele e como tal achei que poderia publicá-lo aqui.

Tudo acabou...
Ou talvez nunca tivesse existido...
Alguma vez tu viveste a minha vida ?
A morte não tem passado...
Se eu tivesse amado muito não teria esquecido...
E se esqueci é porque não VIVI ou não te AMEI...
Não sei...o que está para trás...
Encurralada...
Busco uma lembrança....uma saudade....
E não encontro nada...E não encontro NADA !... (Elen Fogaça)

Depois de muita baba e ranho, sim porque as amigas estão para isso, limpar-nos as lágrimas ou fazer-nos sorrir, fui para a minha cozinha. Como é óbvio já tinha fisgado a receita que vos deixo hoje. Com a auto estima um bocadinho mais mimada, lá fui eu para o meu Bundt Cake de Banana e Nozes.

A receita encontrei-a no Él Rincón de Bea. E qual não foi o meu espanto quando vi que era uma receita da Dorie Greenspan. A ver se qualquer dia as meninas do Dorie's à Sexta se lembram desta receita. 

Foi neste blog que vi a receita do meu primeiro Bundt e fiquei para todo o sempre apaixonada por eles! E para completar esta paixão só falta mesmo arranjar uma forma da Nordic Ware, mas uma que há que tem várias miniaturas!! Ficam tão lindos pequeninos....

Bundt Cake de Banana e Nozes

Ingredientes:

Estes são os ingredientes do original, mas reduzi a metade os ingredientes.
  • 390 gramas de farinha (usei 185 gramas)
  • 2 colheres de chá de bicarbonato (1 colher de chá)
  • 1/2 colher de chá de sal (uma pisca)
  • 250 gramas de manteiga sem sal à temperatura ambiente (125 gramas)
  • 250 gramas de açucar (125 gramas de açucar)
  • 2 colheres de café de extrato de baunilha ( 1 colher de café)
  • 2 huevos XL ( usei 2 L)
  • 4 bananas muito maduras ou 250 gramas ( usei 3 bananas pequenitas q estavam mais do que maduras)
  • 250 gramas de Creme Frâiche (125 gramas)
  • 75 gramas de nozes cortadas ( usei 40 gramas porque adoro nozes)
  • Açúcar em pó para polvilhar
Na receita original, também consta um ganache de chocolate para a cobertura. Não o fiz porque depois para repartir não dá jeito nenhum. As gulosas de chocolate que me perdoem!

Execução:

Pré-calentar o forno a 170ºC. Untamos a forma com manteiga e polvilhamos com farinha.
Peneiramos a farinha com o bicarbonato e com o sal e reservamos.
Começamos por bater a manteiga até obter uma mistura cremosa. Juntamos o açúcar e batemos a uma velocidade média até que se obtenha uma mistura esponjosa.

Juntamos os ovos uma a um, a uma velocidade média, Não se deve juntar o ovo seguinte, sem que o anterior não esteja bem misturado na massa. Juntamos a baunilha. Juntamos de seguida as bananas esmagadas e mexemos lentamente. Adicionamos metade da farinha e depois de misturada, juntamos a creme frâiche de uma só vez. Depois de bem envolvida na massa, juntamos as nozes cortadas.Terminamos de adicionar o resto da farinha.

Deitamos a massa no forno e alisamos a superficie. Levamos a cozer unos 65-70 minutos ( uns 40 minutos no meu caso), ou até que o palito saia seco.

Retiramos do forno e deixamos arrefecer durante 15 minutos sobre uma rede. Passado este tempo desenformamos e arrefecemos por completo sobre a rede.


 Como tenho umas formas de silicone pequeninas, agora faço sempre estas miniaturas. Ficam tão "riquinhos". E com a vantagem que arrefecem num instante, e de quando eu partilho uma foto, já sei se está bom ou mau. E neste caso.... Uma verdadeira delícia!



Na falta do ganache de chocolate, polvilhei com o açucar em pó. Assim há uma reducção considerável nas calorias. Um bolo que não é muito doce, e se são gulosas, pois deitem um bocadinho mais. Mesmo depois de 1 dia feito, mantém-se sempre como fresquinho. Uma verdadeira maravilha!

Serviu de lanche e de pequeno almoço! Ai eu fico tão contente quando os bolos ficam assim! Dá logo vontade de fazer outro de seguida! E o cheirinho que fica pela cozinha? Experimentem....

Tomamos um chá?

domingo, 20 de janeiro de 2013

De compras....

Tenho que aproveitar estes dias que tenho estado por casa, para por o blog em ordem, ou pelo menos ir publicando o que vou fazendo!!

O grande problema que tenho, é que depois de fazer e experimentar, não descanso enquanto não ponho no blog. E sempre que encontro uma receita nova, é o cabo dos trabalhos.

Um dia destes de compras, encontrei dois queijinhos que normalmente não os costumo encontrar, aqui pela minha Sibéria. E são eles, nem mais nem menos, que o sr. Ricotta e o sr. Mascarpone. Quando os vi na prateleira, até me brilharam os olhos, porque tinha visto umas receitas e ainda não tinha ido à capital para poder comprar.

Depois de os ter no meu frigorifico, foi o momento de procurar receitinhas para fazer com eles. O Mascarpone ja se sabe que assenta no tiramissu, mas eu nao gosto! E eu então tenho que me dedicar à procura. O Ricotta era para mim o mais desconhecido e abençoada Internet, que te esclarece em menos de nada. E a minha alegria quando vi que era muito parecido ao nosso requeijão, mas com uma textura muito mais cremosa.

Depois de ter absorvido esta informaçãom procurei uma receita.... Bem a quantidade de receitas que apareceram.... E no meio de tantas, houve uma que me entrou pelos olhos!! É eu sou assim, vejo com os olhos e faço com as mãos!

Nesta receita, o que mais me chamou à atenção, foi a mistura de ingredientes. Leite de coco, queijo Ricotta e Maçãs.... Estava instalada a discórdia! E foi essa que decidi experimentar e tenho-vos a dizer que saiu mais um Bundt Cake magnifico.

A receita original está aqui. Um blog que não conhecia e descobri por acaso. Mas que saibam que me fiquei so por esta receita!! E como é óbvio mudei-lhe o nome ao bolo.

Bundt Cake de Ricotta com Leite de Coco e Maçã

Ingredientes: 
( Pessoalmente não gosto que as medidas sejam assim. Pesquisei e encontrei as equivalências para poder usar em gramas).
  • 2 maças sem casca e raladas. Misturadas com o sumo de um limão.(juntei uma colher de chá de canela)
  • 1 e ½ xícara de farinha de trigo (200 gramas)
  • 1 colher de sopa de fermento químico em pó
  • 160 ml de leite de coco
  • ½ colher de chá de sal
  • 1 xícara de açúcar mais uma colher de sopa (160 gramas)
  • 8 colheres de sopa de manteiga a temperatura ambiente (100 gramas)
  • 1 ovo batido
  • ½ xícara de ricota (125 gramas)
  • Açucar em pó q.b para polvilhar
Execução:

Pré - aquecer o forno a 250ºC e untar uma forma com manteiga e polvilhar com farinha. Reservamos.
Misturamos a farinha com o sal e o fermento, e reservamos. Batemos a manteiga com o açucar atçe obtermos uma mistura fofa. De seguida juntamos o ovo e depois de bem batido, juntamos o ricotta. Depois de bem batido, começamos a juntar o leite de coco, alternando com a farinha.
(A receita original nao dizia que se devia peneirar, mas eu peneirei porque acho que ao fazê-lo aumentamos as bolinhas de ar na massa, de maneira a obter um bolinho super fofinho).

Por último adicionamos as maçãs e misturamos bem, mas sem bater.

Colocamos a massa na forma e levamos ao forno durante 40 minutos, ou até que o palito saía seco. Deixamos arrefecer 10 minutos em cima de uma rede e depois desenformamos e deixamos arrefecer por completo. Depois de frio polvilhamos com açucar em pó.


 Escusado será dizer que ficou delicioso, mas presunção à parte, o leite de coco dá um toque sublime ao bolo, e o Ricotta pois uma textura como de queijada, mas menos enqueijada! Entendem o que quero dizer?


A receita original tinha assim uns bolinhos pequeninos, e eu lembrei-me logo das minhas forminhas de silicone. Não pude resitir e fiz uns pequeninos! Ficam tão lindos!


Só fiz tres em tamanho pequeno. Um foi devorado pouco depois de sair do forno, e os outros dois serviram para o nosso pequeno almoço.

Que vos parece? Experimentem.... Ah e este bolo pode ser feito perfeitamente numa forma normal.

Fazemos um Bundt?



Almoço de Domingo

Se começo a pensar, ja há muito tempo, que não preparava o almocinho de domingo...

Lá em casa da minha mãe era sinónimo de frango de churrasco no Verão, e no Inverno carne assada com batatinha assada.

Mas por estes lados o fim de semana, não é sinónimo de descanso e sim de trabalho. Enfim, as vicissitudes de estar no estrangeiro. Se bem que por esse lado, também já há muitos que trabalham fins de semana, não é?

Ontem no Facebook vi uma receitinha cheia de ternura. De quem havia de estar eu a falar? Pois do 7gramas de ternura! A ver um dos ultimos post, lá andei eu a viajar pelo blog. E dei com um Bacalhau que me chamou à atenção por ser à maneira de Braga. É que aparte de ser Beirã, tenho uma costela minhota, visto a minha Mãe ter nascido na terra da Maria da Fonte.

Visto o não visto, li com muita atenção a receita e fiquei a matutar. Ontem antes de dormir tirei bacalhau do congelador, pensando que poderia ser uma opção.

Hoje de manhã enquanto via o Facebook e colocava umas quantas fotos novas, a minha Catarina, sim essa, A Cozinha da Kinhas também colocou a mesma receita. Com modos de execução diferente quanto à preparação do bacalhau, mas que se acaba por ter o mesmo resultado acho eu.

Seja como for, anotei mentalmente as duas receitas, e virei-me para os meus tachos.

Normalmente quando preparo as nossas refeições é sempre a olhómetro e como somos só 3 gatos cá em casa a dose é sempre mais reduzida! 

Bacalhau à Moda de Braga


 Até me deu para por o bacalhau em pose para a foto!! Os olhos também comem, não é?


Certamente repetirei mais vezes esta receita. Os miúdos gostaram, mas sem a parte do molho, mas tirando isso até repetiram! Maria José e Catarina obrigado pela partilha!

E depois de um bacalhauzinho desta categoria, veio a sobremesa!! Um arroz doce cremoso com baunilha e doce de leite!

A receita veio do Coco&Baunilha e já a tinha apontada no meu livro há muito tempo! E andava-me a apetecer assim uma coisinha.... E aparte disso, adoro a baunilha!!

Não fiz a receita por completo e acabei por fazê-la a olho! Para os 3 gatos cá de casa, usei só meio litro de leite, e o resto dos ingredientes ajustei-os!

Não lavei o arroz, porque é daqueles próprios para fazer arroz doce, e eu acho que a goma que tem acaba por aportar mais onctuosidade ao arroz-doce.

O toque do doce de leite é próprio para gulosos, ou melhor super gulosos, porque lhe dar uma doçura inegualável. Experimentem....

Arroz Doce Cremoso de Baunilha e Doce de Leite

 Gostava de poder ter outras tacinhas, para que as fotografias ficassem mais bonitas, mas com o tempo vou ter que mudar algumas coisitas na cozinha!!

Seja como for, o que interessa é a partilha!

Vai uma colherada?

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Fazemos o lanche?

Esta semana é dia de publicação no Dorie às Sextas. Já fiz umas quantas receitas e acho que pela primeira vez, o resultado obtido era o que se esperava.

Para vos dizer a verdade, não é que gosto muito de Scones, mas como no dia em que colocaram a receita, estava de folga, tinha todos os ingredientes, decidi fazer.

Ainda nao comprei o livrinho da Dorie, mas já andei a "regardear" onde o posso encontrar. Noutro dia no grupo as meninas colocaram um video dela. Ela é proporcional aos doces que faz!! Um verdadeiro docinho.

Vou-me deixar de paleio, porque me sinto embalada, e vou mas é colocar a receitinha!

Sweet cream biscuits 

Ingredientes: (12 biscuits)

  • 2 chávenas de farinha de trigo (ou 1 3/4 chávenas de farinha de trigo e 1/3 de farinha para bolos)
  • 1 colher de sopa fermento em pó
  • 2 colheres de chá de açúcar
  • 1/2 colher de chá de sal
  • 1 a 1 e 1/4 chávenas de natas

Execução:

Pré-aquecer o forno a 220º e preparar um tabuleiro com papel vegetal ou tapete de silicone.

Misturar a(s) farinha (s), o fermento, o açúcar e o sal numa tigela. Acrescentar uma chávena de natas sobre os ingredientes secos e misturar com um garfo. Se necessário, adicione mais natas, uma colher de cada vez, até ter uma massa macia. Amassar, gentilmente, dando 3 ou 4 voltas, apenas para se formar a massa.

Polvilhar a superfície de trabalho com farinha e despejar a massa. Polvilhar a parte superior da massa muito levemente com farinha e bater a massa com as mãos ou abrir com um rolo.

Usar um cortador de bolachas e transferir para o tabuleiro. Reunir as sobras e trabalhar apenas o necessário para podermos voltar a cortar.
(Os biscoitos podem ser feitas até este ponto e congelados na assadeira, em seguida, embrulhados hermeticamente e mantidos por até 2 meses. Assar sem descongelar -. Apenas adicionar mais alguns minutos para o tempo de forno.)

Assar os biscoitos por 14 a 18 minutos, ou até que eles fiquem altos, inchados e dourados. Transferir para um cesto e servir. 

 A receita diz que dá para 12 biscuits, mas a mim deu-me mais quantidade, visto ter usado um cortador mediano em vez de um grande.

Ainda não voltei a repetir a receita, mas farei certamente outra vez e aproveitarei a dica de os congelar. No dia em que os fiz, foi assim que os comemos. São deliciosos.

E digo-vos mais, foram o meu pequeno almoço durante os dias seguintes, e os últimos já estavam a começar de ficar duros. E como nao se pode desperdiçar nada, torrei-os.... Bem só vos digo que vi as estrelas do bem que me souberam.

Estes biscuits são ideais para aquelas visitas relampago. E acreditem em mim, não vos deixaram mal! Já estão a pensar provar??

O 1º prémio do Blog

Yuuuppppiiiiii...... Estou super contente!! Estava no trabalho quando vi que me tinham dado um prémio.

Sinto-me como uma actriz na passadeira vermelha, na entrega dos Óscars. Oh oh, mas isto para mim tem muito mais valor.

De tão pouquinho tempo que leva o blog, é uma satisfação ver que gostam do que fazes, das tonterias que vais dizendo, já se me escapou mais um termo espanhol, e saber que acabam por te considerar uma amiga.

Eu já vos adoptei a todas, que o saibam! Os gémeos já ganharam mais tias e tios do que tinham! Sim porque eu sou daquelas que opina, que os amigos são a família que podemos escolher!!



Ora aqui está ele! O meu primeiro selo! Não que tenha muito tempo para ler, porque já sabem que não me sobra, mas gosto muito de ler e em outros tempos era uma devoradora!! Tirando os livros infantis, uns quantos de culinaria que ja comprei, tenho um romance do meu querido Nicholas Sparks na mesinha de cabeceira, desde que cheguei de férias. Ou seja, desde o mês de Setembro! Vêem como o tempo não me chega para tudo??

Agora com este selinho, terei que organizar o blog! Fazer uma prateleira para os expor!

O selinho veio do Blog A cozinha da Kinhas, da minha Catarina, e do Blog Partilhando Sabores e Receitas, da minha Paula. Meninas não sabem o contente que eu fiquei.

A sua criadora (Erica Bosi) designou algumas regras a seguir:

- Citar o nome e o link de quem te indicou.
- Indicar 2 livros no mínimo que gostou de ler em 2012
- Listar no mínimo 3 livros que deseja ler em 2013.
- Oferecer esse selo para 10 pessoas

Lembrando que não há limite de livros para serem indicados!

Ora então cá vamos:

Ora bolas, acho que no ano passado não li nenhum livro. Ou melhor na mesinha de cabeçeira está "Um Homem com Sorte" do Nicholas Sparks. A ver se o acabo de ler este ano.

A literatura para este ano está limitada. Vocês já sabem que o tempo, não me sobra, e aparte de gostar de ler, a verdade é que isto do blog me tem muito entretida! Porque tenho adorado o feed que tenho recebido, as pessoas que passam por aqui e deixam um mimo, enfim, recebemos aquilo que damos não é?


Parece-me que estes dois, vão ser os meus livros de leitura para este ano. Que vos parece?

Pois por dar o que recebo, este selo retribuo às meninas lindas que me ofereceram a mim, e a todos aqueles que passaram por aqui e ficaram. Têm sido vocês que me têm dado alento para que continue com esta aventura! E aparte de fazer isto com gosto, adoro cozinhar! E como ainda não posso fazer com que provem, a única maneira é partilhar as fotos e as receitas!
 
E para finalizar, isto quase parece um discurso, deixo-vos com uma citação, daquele que é para mim, o livro mais bonito da história.



terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Quando chega a Primavera?

Neva, neva e assim continuará.... Pelo menos é o que diz o homem do tempo! Mas infelizmente por aqui na minha Sibéria, é um mal necessário! Em vez de chover neva, e afinal de contasm temos que encher as reservas de água dos Pirinéus.

E melhor que o homem do tempo, tenho o Tomás para me dizer quando o tempo vai mudar. E desta vez foi na mesma proporção! Cada vez que cai uma nevada monumental, o pequenote fica cheio de tosse e ganha mais uma bronquite! A bem da verdade é um desespero! 

Mas ele é um valente! Hoje quando fomos às urgências e lhe puserem as máscara para fazer as inalações tinha um sorriso na cara, como se aquilo fosse normal.... Tadinho.... Acaba por ser normal, porque quando está assim se sente aliviado! E eu olhava para ele, com uma lágrima no olho e o coração do tamanho de uma noz, e pensava quando é que este fado se termina....

E oiço a médica que diz... Mais um anito e isto melhora.... Se vos digo a verdade, não lhe achei muita piada... Que ainda falte um ano, para que o rapaz não sofra destas maleitas.

Tinha publicado na página do Facebook uma foto de mais um Bundt Cake. Uma receita que experimentei no primeiro dia do ano, e que não me desiludiu em nada. A diferença deste para aqueles que tenho feito, é a presença da Creme Frâiche. Ou seja, uma nata muito mais espessa que aquela que normalmente utilizo, e com um toque mais ácido, que normalmente se neutraliza com a ajuda do bicarbonato. Acaba por ter a função do Buttermilk, que já usei tantas vezes em outros Bundt Cake.


Bundt Cake de Creme Frâiche e Molho Toffee

Ingredientes:

  • 125 gramas de manteiga
  • 180 gramas de açúcar
  • 2 ovos grandes (usei 3 dos medianos)
  • 180 gramas de farinha
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 1/2 colher de chá de fermento
  • 1/2 colher de chá de bicacarbonato
  • 1 pisca de sal
  • 150 gramas de creme frâiche

 Molho toffee:

Execução

Pré-aquecemos o forno a 180 ºC. Untamos muito bem a nossa forma e reservamos.
Peneiramos para uma taça a farinha, o sal, o fermento e o bicarbonato e reservamos.
Batemos a manteiga com o açucar até termos uma massa esponjosa e homogenea. De seguida juntamos os ovos, e ja sabem, devemos misturar bem antes de adicionar o seguinte. Juntamos 1/3 da farinha e envolvemos bem, e de seguida metade da creme fraiche, e assim até terminarmos com a farinha. Por fim juntamos a essencia de baunilha e misturamos bem.
Colocamos a massa na forma e levamos ao forno durante 40 minutos, ou o tempo suficiente para estar cozido. Cada forno é um mundo e deveremos ter em atenção a cozedura, para evitar uma catastofre.
Depois de cozido, retiramos do forno, e deixamos arrefecer 10 minutos sobre uma rede. Depois deste tempo, desenformamos e deixamos arrefecer por completo.

Enquanto arrefece procedemos à preparação do molho toffee e reservamos.
Quando o Bundt Cake estiver friom "besuntamos" com este molho delicioso, e saboreamos esta pequena maravilha.

 Sabem o que é isto? Pois o meu caderninho de receitas, que aponto da internet! E este Bundt Cake nao foi excepção! Com a falta da menção do blog. A única coisa que sei, é que era inglês!! Se alguem reconhece a receita como sua, será mencionada. Se entretanto descubro o blog, colocarei aqui a menção.


 Aqui está ele.... Todo besuntadinho de molho toffee! Desde que o experimentei no Cheesecake, fiquei enamorada dele! Simplesmente delicioso....

 A creme frâiche dá ao Bundt Cake um toque delicado. Como referi anteriormente, neste Bundt, substitui o buttermilk. Nota-se bem a textura pelo facto de a creme frâiche ser mais grassa.

E no dia que fiz o Bundt Cake, também voltei a repetir as Austríacas de Limão, adicionando um pequeno detalhe! Ficam giras assim, não ficam?

domingo, 13 de janeiro de 2013

Um pouco de mim...

Visto que a cada dia que passa vou tendo mais gente por aqui, acho que têm o direito de saber quem sou. Ou pelo menos um bocadinho mais. Tirando o nome do blog que indica que sou Mãe, de um casal de gémeos de 4 anos, de nome Maria e Tomás, sou uma beirã de gema. Que trago no peito a cidade que me viu nascer e que me viu partir.


Nascida e criada há uns quantos anos na magnífica cidade de Viseu, que só me viu partir quando viajei até Timor Lesta há 12 anos atrás, um dia decidi-me a sair da minha cidade e procurar um novo futuro no estrangeiro. Sim, sou emigrante, embora não me considere como tal. Apenas vivo e trabalho longe de casa.
Vivo em Andorra, mais concretamente em Pas de La Casa, no coração dos Pirinéus, onde o clima não ajuda muito ao meu humor, visto que constantemente a neve nos brinda com a sua presença. Afinal de contas és uma estação de ski!


Visto assim parece um postal, mas acreditem que a vidinha de uma Mãe solteira, com 2 criaturas, por aqui não é nada fácil.

Vai fazer 7 anos que estou aqui e foi aqui que nasceram os gémeos. E visto a situação do nosso País, e assuntos pessoais que não há necessidade de mencionar, vou continuar por aqui, até que me toque um Euromilhões.

E agora depois de ter dito duas palavritas e pela paciencia por terem lido, deixo a ultima receitei que cusquei no blog Kanela y Limón.

Gemas de Amêndoa

Ingredientes:


  • 200 gramas de leite condensado
  • 150 gramas de amêndoa sem pele moída
  • 3 gemas de ovo
  • Açucar q.b

Execução: 

Misturamos todos os ingrediente e levamos ao lume mexendo sempre, até que a mistura se descole das paredes do tacho. Deixamos arrefecer e formamos pequenas bolinhas, de aproximadamente 20 gramos, e depois passamos por açucar e servimos.


Deixei arrefecer toda a noite e guardei no frigorifico e fiz no dia seguinte. Deixar que a massa se ponha a temperatura ambiente.

Parecem brigadeiros, mas sem chocolate. Fazem me lembrar pequenas bolinhas de massapão. Uma pequena tentação!

Para mim tudo o que leve amêndoa fica bom. E estas não foram excepção. Aqui não as fotografei com as forminhas de papel, mas quando as distribui pelas amigas coloquei-as nas ditas.

Um miminho muito agradável e muito rápido! Que vos parece?

sábado, 12 de janeiro de 2013

Spicy, Spicy....

Quando vejo esta palavra Spicy imagino logo picante!! Digamos que as minhas noções de inglês precisam de ser mais atualizadas.

Afinal de contas é um termo usado para quando se utilizam especiarias. Tenho que assumir que eu e as especiarias ainda temos que apronfundar muito mais o conhecimento, tirando a canela, a pimenta branca e outras que andam para lá no cesto da cozinha, ainda me falta muito para descobrir as suas virtudes.

Num post anterior coloquei uns Muffins que fazia parte do desafio do Dorie's à Sexta, e que fez com que na dita cesta entrasse o gengibre. 


Andei pelo espaço cibernético à procura de informação sobre o dito. Apesar de o vender muitas vezes na farmácia como potenciador de energia, o dito rizoma, tem inúmeras ultizações. E como o saber não ocupa lugar, deixo-vos um link.

Na minha busca por mais um Bundt Cake, encontrei um de abóbora! Mais um daqueles bolinhos fantásticos! Uma pequena maravilha que me deixou surpreendida pela positiva.

Bundt Cake de Abóbora com Especiarias

(receita retirada daqui)

Ingredientes:

  • 300gramas de farinha com fermento
  • 2 colheres de chá de fermento em pó
  • 1/2 colher de chá de bicarbonato
  • 1/2 colher de chá de sal 
  • 1/2 colher de chá de gengibre em pó
  • 1 colher de chá de canela
  • 1/2 colher de chá de noz moscada recém moída
  • 115 gramas de manteiga à temperatura ambiente
  • 220 gramas de açucar de cana claro
  • 2 ovos L
  • 125 ml de buttermilk*
  • 200 gramas de puré de abóbora**
  • Sumo de meia laranja***
  • Raspa de meia laranja***
* O buttermilk tem sido presença obrigatória nos Bundt Cake. Ainda não o encontrei por aqui à venda e então, uso sempre a dica da minha Isabel. Já usei o leite meio-gordo e o leite gordo, e decididamente prefiro o resultado obtido com o leite gordo.

** O puré de abóbora pode ser obtido assando o dobro da quantidade em crú, ou cozendo deixando que se escorra bem de toda a água. Eu tinha congelado o puré que me sobrou dos Muffins de Abóbora.

*** A laranja não está na receita original, mas tinha lá uma a gritar que a usasse! Sempre achei que a laranja e a abóbora combinam muito bem! Será pela cor....

Execucação:

Numa taça colocamos a farinha com o fermento, o bicarbonato, o sal, e todas as especiarias. Mexemos com um garfo de maneira a misturar bem todos os ingredientes.

Na taça da batedeira, para quem tem, colocamos a manteiga, como quase sempre à temperatura ambiente, e batemos durante um minuto, ou o tempo que seja necessário para que fique suave. De seguida juntamos o açúcar e batemos até obter uma massa esponjosa.

Ao fim de termos uma massa homógenea e esponjosa, vamos juntando os ovos, um a um, nunca esquecendo que só se o seguinte quando o anterior estiver bem batido.

Depois de bem batidos os ovos, chega o momento de juntar a farinha e o buttermilk, e a melhor maneira de o fazer é alternando. Ou seja, primeiro adicionamos 1/3 da farinha, depois de bem misturada, juntamos metade do buttermilk, e assim até se terminar com a farinha.

Por fim juntamos o puré de abóbora e misturamos bem na massa.

Pré-aquecemos o forno a 185ºC.
Untamos e enfarinhamos a forma e colocamos a massa. Levamos ao forno durante 50-40 minutos ou até que o palito saía limpinho.

É muito importante deixar que o bolo arrefeça os 10 minutos antes de desenformar.


Deixamos arrefecer sobre uma rede durante 10 minutos e passado este tempo desenformamos. Deixamos o bolo sobre a rede e esperamos que arrefeça na totalidade.



Depois de desenformar, deixamos arrefecer em cima de uma grelha. Este processo de arrefecimento faz com que o Bundt Cake fique esponjoso, e com uma textura fantástica.




Ao fim de frio polvilhamos o nosso Bundt Cake com açucar em pó e servimos. Do bolinho tão grande, só ficou isto e umas migalhas para a foto. Isto é o que dar eu distribuir pelas amigas!! Que não se importam nada, como devem imaginar.


Quando encontrei esta receita, vi outras muito parecidas! E numa delas dizia que para manter a humidade e a textura do Bundt Cake, que na ultima fase de arrefecimento, se deveria envolver num saco de plástico ou película de cozinha. Experimentei e de facto é verdade! Mais um truque para anotar no livrinho dos Bundt Cake.


O aroma que ficou por casa quando o bolinho estava no forno, deixava adivinhar o resultado. A mistura das especiarias é fantásticas e a abóbora aporta uma frescura e uma textura deliciosa ao bolo.

Sabem que vos digo?? Nestes dias frios, uma fatia desta e uma bela chávena de chá, são um regalo para o coração!

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Um dia de frio

Os dias de folga são sempre cansativos! Acabo por não sair de casa, e entre a arrumaçãom ou melhor dizendo, a tentativa de, termino o dia mais cansada que num dia de trabalho.

Normalmente são estes dias que aproveito para me vingar na minha cozinha! E o último dia de folga não foi menos! A última receita de bolachas saiu neste dia, e esta que vos mostro a seguir também.

Já a tinha visto há uns tempos no blog Coco&Baunilha e só estava à espera de apanhar uns restos de frango para poder experimentá-la!

Não que tivesse muitas sobras, mas as bastantes, para poder experimentar a receita. A única coisa que fiz na totalidade foi mesmo a massa, porque o recheio fiz a olho, e sabem quê? Bem bons que ficaram....

Fofos de Frango

Ingredientes:

  • 250 gramas de farinha (usei Branca de Neve)
  • 2 c. de chá de fermento ( esqueci-me de colocar)
  • 1 c. café de sal
  • 25 gramas de margarina
  • 50 gramas de azeite
  • 250 gramas de leite
  • 2 ovos
( A receita original é feita na Bimby, mas como por estes lados ainda não chegou, fiz na mesma pesando os ingredientes).

Recheio: (colocarei o que eu usei)

  •  1 bife de frango ( aproximadamente, porque aproveitei uma carcaça do dito)
  • 1 colher de sopa de cogumelos
  • Meia cebola pequena
  • 2 colheres de sopa de tomate triturado
  • Azeite
  • 2 colheres de sopa de azeitonas
  • Oregãos q.b
  • Sal e pimenta q.b
 

Execução:

Coloquei o leite, a manteiga, o azeite e o sal num recipiente e coloquei no microondas para derreter um bocadinho a manteiga. Juntei os ovos e a farinha, e deveria ter juntado o fermento, e pus a bater durante uns minutos até ficar com uma massa homogénea.
A massa fica bastante fluída, mas com textura para suportar o recheio. (Fiz só metade da receita da massa).

Para o recheio refogamos a cebola picada com o azeite. Quando esteja transparente, juntamos o frango, o tomate, os cogumelos e as azeitonas. Damos umas quantas volta e temperamos a gosto com sal e pimenta. Por fim juntamos os oregão a gosto.

Pré-aquecemos o forno a 180ºC.
Untamos as forminhas de queque, com manteiga e farinha, e deitamos uma colherada de sopa de massa. De seguida deitamos um colher de recheio e terminamos de cobrir com massa.
Levamos ao forno 20 a 25 minutos ou até que estejam douradinhos.

A receita é bem simples de fazer, e faz-me lembrar uns queques frios da Vaqueiro. Quando os volte a fazer já vos mostro. Também se notou que me esqueci de pôr o fermento. Mas nestes tempos que correm, não se pode desperdiçar! E apesar disso, não sobrou nem um!



Por aquilo que li no blog e pela blogosfera, o recheio pode ser o que mais vou apeteça! Aquilo que tenham no frigorífico pedindo a gritos que se consuma!! Uma sugestão rápida para aqueles dias que não apetece andar pela cozinha!! Um pratinho de sopa quentinho e um queque destesm fazem uma refeição ligeira e agradável!

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Modo Bolacha

Um dia destes tenho que me proibir de me procurar receitas.... Se bem que não tenho procurado! Quando vou ver os meus blog's, elas estão ali a rirem-se para mim, e vocês sabem que uma não é de ferro!

Ultimamente tenho andado muito por um blog de uma galega! Cada vez que lá vou descubro alguma coisa que me agrada!! Um blog divinal, com receitas de comer com os olhos e bastante fáceis! Sim porque para me complicar já estou eu.

Pois desta vez fui ao Kanela & Limón e deixei-me encantar por estas bolachas. Para não variar, não me entendi muito bem com a massa, mas acabei por fazer de outra maneira.

Em vez de lhe chamar palitos, vou lhes chamar flores, visto que nao me saíram palitos, espero que a Cristina não se importe!

Flores Recheadas de Doce de Leite e de Morango

Ingredientes:

  • 250 gramas de farinha
  • 125 gramas de manteiga s/sal à temperatura ambiente
  • 60 gramos de açúcar glass
  • 30 ml de óleo de girassol
  • 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
  • Doce de Leite
  • Chocolate para a cobertura

Execução 

Bate-se a manteiga durante um par de minutos até que esteja cremosa. De seguida juntamos o açúcar, misturamos e juntamos o óleo. Batemos bem. Peneiramos a farinha com o bicarbonato e adicionamos à mistura anterior. Acabamos por ter que colocar as mãos na massa para terminar de unir. Fica uma massa muito suave, meia quebradiça. 

Na receita original dizia que se a massa ficasse mto seca para se juntar um pouco mais de óleo, e foi o que acabei por fazerm visto que a minha o estava e muito pouco manejável.

Pré-aquecemos o forno a 170ºC e forramos uma bandeja com papel.Introduzimos a massa por uma boquilha, do saco de pasteleiro, frisada, e fazemos para a massa. Ainda tentei fazer os ditos palitos, mas rendi-me às evidências e acabei por pôr a massa no dispara-biscoitos e fazer umas flores.

Levamos ao forno uns minutos não deixando que ganhem muita cor. Retiramos do forno e deixamos arrefecer. Devemos ter cuidado ao retira-los em quente, porque podem desfazer-se.

Depois de completamente frios untamos as bolachas com o doce de leite ou outro doce à escolha. Também fiz algumas com doce de morango, para fazer inveja a um amigo, que cada vez que coloco uma foto no Facebook, diz que não tem morangos.

Derretemos entretanto o chocolate no microondas e mergulhamos as pontas das bolachas. Deixamos arrefecer por completo sobre o papel de forno ou de aluminio. 


 Ainda consegui qualquer coisa que se parecesse aos palitos da receita original, mas depois ficaram mesmo só as flores!!


Quando vi a receita sem ovos, e com tanta matéria gorda, fiquei com um pé atrás, mas a Cristina dizia que eram absolutamente fantásticas, e tem razão....


A textura perfeita para contrastar com o sabor do doce de leite ou mesmo o doce de morango!!

 
Desfazem-se completamente na boca! Daquelas coisas que fechas os olhos, e deixas que as papilas gustativas bailem de prazer!!!

 

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

365 momentos....

O trabalho tem sido alucinante, ao ponto de me deixar tão cansada, que nem sequer tive tempo para vos desejar um Feliz Ano.

Pois que sejam 365 momentos de cortar a respiração, que nunca nos falte um sonho pelo qual lutar, um projecto para realizar, algo que aprender, um lugar a onde ir, e alguém a quem querer...





É uma tristeza quando queremos fazer e não podemos! Ao menos isso, que este 2013, me traga mais tempo para poder estar por aqui, partilhar as minhas coisinhas, e mais que tudo estar com as minhas pestinhas!! Qualquer dia gostam mais das orientadoras do ATL que de mim.... E se não também temos esta listinha para tentar cumprir...




Que vos parece? Tentamos??

Mesmo com a ausência da minha blogosfera, tive tempo para experimentar umas coisinhas, e por isso aqui estou... Para partilhar as minhas andanças! Mas já me começo a chatear de experimentar, porque depois ficam as coisas la por casa! Ainda reparto com as amigas, essas sim, são as minhas provadoras oficiais!

Dias antes do fim de ano encontrei mais uma receita de um Bundt Cake! Estou apaixonada por estes bolinhos e fazem-me lembrar uns que havia, da Dancake, que eram muito bons! Eu costumava vê-los quando havia festas de Natal na escola... Parece que lhes estou a sentir o sabor...

Para que esteja completamente realizada na execução destes bolinhos, só me falta mesmo uma forma da Nordic Ware, que ainda não consegui encontrar nenhuma aqui pela minha Sibéria!! A seu tempo... Mas que saibam que continuarei a experimentar as receitas, mesmo que não tenha a forma. A receita encontrei-a aqui.

Desta vez escolhi um Bundt Cake Zebra! Resumindo, um bolo mármore com muito mais manteiga, mas para nada enjoativo!

Bundt Cake Zebra

Ingredientes:

Para o bolo:
  • 500 gramas de açucar
  • 340 gramas de manteiga derretida e fria
  • 400 gramas de farinha (sem fermento)
  • 2 colheres de café de fermento em pó
  • 1/2 colher de café de sal
  • 60 gr de cacau em pó (sem açucar)
  • 5 ovos L (ou 6 M)
  • 120 ml de leite à temperatura ambiente
  • 1 colher de café de essência de baunilha
  • 45 ml de água
Para a cobertura:
  • 170 gramas de chocolate negro
  • 160 ml de natas

Execução:

Pré - aquecer o forno a 190ºC para depois cozer o bundt a 180ºC.

Derreter a manteiga e deixá-la arrefecer sobre a bancada da cozinha. Deverá estar bem derretida e sem pedacinhos sem derreter. Reservamos.

Numa taça grande misturamos a farinha com o fermento e o sal, peneirando de seguida.Reservamos.

Numa outra taça, colocamos metade do açucar com o cacau e a água. Mexemos bem até termos uma massa homogénea. Reservamos.

Juntamos a outra metade do açucar com a manteiga e batemos durante 2 minutos. Adicionamos a baunilha e batemos durante mais um minuto.

Adicionamos os ovos, um a um. Não se deve misturar o segundo até que o primeiro não esteja bem misturado. Damos um intervalo de 30 segundos entre cada adição.

Uma vez que estejam todos os ovos bem misturados, juntamos 1/3 da farinha na massa e misturamos. Juntamos de seguida metade do leite e voltamos a bater, o bastante para homogeneizar a massa. Adicionamos o outro terço da farinha e de seguida o restante leite. Terminamos com a farinha restante.

Dividimos a massa e juntamos à massa de cacau que tinhamos reservado e envolvemos bem até que esteja bem incorporada uma na outra. 
Untamos muito bem a forma do bolo com manteiga ou com um spray.


Com uma colher grande colocamos 2 colheradas de massa branca na forma. De seguida, fazemos o mesmo com a massa escura, e assim consecutivamente até acabarmos com as massas.

No blog onde vi a receita tinha uma fotografia de como tinha que ficar, o meu ficou parecido. A foto veio daqui.


Colocar no forno durante 60-70 minutos a 180ºC, dependendo do forno. Antes de retirar o Bundt do forno devemos assegurar-nos que está bem cozido, e até que o palito não saia limpo não o devemos retirar.

A receita original é bastante grande e como a minha forma é pequena reduzi os ingredientes a metade, junto 3 ovos do tamanho M.

Depois de retirar do forno, colocar sobre uma rede e deixar arrefecer durante 20 minutos. Não tentar desmoldar o bolo, porque pode partir-se.

Findo este tempo, desenformar, e voltar a colocar sobre a rede para que termine de arrefecer.


Cobertura

Deve ser feita aproximadamente uma hora antes de servir o bundt. Colocar todos os ingrediente numa panela e aquecer a lume brando. Devemos misturar sempre com uma espátula para que o chocolate se misture bem com a nata, tendo em atenção que não ferva. Uma vez o chocolate derretido deixamos arrefecer uns 10-15 minutos.


Verter a cobertura sobre o bundt e deixar descansar ao menos 30 minutos antes de servir.

Depois da cobertura ter repousado, façam uma boa chávena de chá, aquele que mais vos apeteça, e cortem uma fatia de bolo... Já me dirão se só puderam comer uma!! E mesmo sem a cobertura é divinal... Experimentem!!


Ora digam lá que não apetece uma fatia?