quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Jerimum?

Ora então o que é isto do Jerimum? Pois nada mais nada menos, que uma abobora!!

Quem já não ouvi falar de Bolinhos de Jerimu? Pois disso são feitos a receita que vos deixo a seguir...

Ultimamente por aquilo que tenho lido e visto, utilizam-se muito legumes em bolos! A Abóbora não me é estranha nestas andanças, porque sempre me habituei ao docinho de Abóbora, às filhoses de Abóbora pelo Natal, etc... Mas por exemplo de Courgette? Pois normalmente a courgette ponho na sopa e nunca me passou pela cabeça que se pudesse usar em bolos. Tudo a seu tempo.... neste post a senhora Abóbora!

Cada vez que falo em Abóbora, lembro-me da Cinderela... Ultimamente tenho estado mais atenta a estas coisas, porque a minha Maria adora a Cinderela....

Nesta receita a Abóbora também sofre alterações e o resultado é absolutamente fantástico. Este foi mais um desafio do grupo da Dorie às Sextas. Apesar de os ingredientes não serem de todo do meu agrado, resolvi arriscar...

Ora aqui fica a receitinha....

MUFFINS DE ABÓBORA
(do ótimo Baking From My Home to Yours, de Dorie Greenspan)
Tempo de preparo: 15 minutos + 25 minutos de forno
Rendimento: 12 muffins

Ingredientes: 
  • 2 xic. farinha de trigo branca, orgânica
  • 2 colh.(chá) fermento químico em pó
  • 1/4 colh. (chá) bicarbonato de sódio
  • 1/4 colh. (chá) sal
  • 3/4 colh. (chá) canela em pó
  • 1/2 colh. (chá) gengibre em pó
  • 1/8 colh. (chá) noz moscada ralada na hora
  • 1 pitada de pimenta-da-jamaica moída
  • 120g [8 colh. (sopa)] manteiga sem sal, em temperatura ambiente
  • 1/2 xic. açúcar cristal orgânico
  • 1/4 xic. açúcar mascavo claro, orgânico
  • 2 ovos grandes, orgânicos, em temperatura ambiente
  • 1/2 colh. (chá) extrato natural de baunilha
  • 3/4 xic. purê de abóbora sem tempero
  • 1/4 xic. buttermilk (1/4 xic. leite + 1 colherinha de vinagre)
  • 1/2 xic. uvas passas (procure as mais gordinhas e úmidas)
  • 1/2 xic. nozes ou pecãs picadas
  • cerca de 1/3 xic. sementes de girassol cruas (opcional)

Preparo:
  1. Pré-aqueça o forno a 205ºC. Unte com manteiga OU passe um spray de óleo OU forre com forminhas de papel uma forma de muffins comuns, de 12 cavidades. 
  2. Numa tigela, misture com um batedor de arame a farinha, o fermento, o bicarbonato, sal e todas as especiarias. Reserve.
  3. Na tigela da batedeira (com a pá, se sua batedeira for planetária), bata a manteiga por 1 minuto em velocidade média, até que fique cremosa. Junte os açúcares e bata por vários minutos, até que a mistura esteja homogênea e clara. 
  4. Junte um ovo de cada vez, batendo por 1 minutos após cada adição, até que os ovos estejam bem incorporados. Junte a baunilha.
  5. Diminua a velocidade e misture a abóbora e o buttermilk. Nesse momento, pode ser que a massa talhe de um jeito absurdo. Ignore e prossiga. Se até então a mistura de ovos e manteiga estava homogênea e fofa, e só talhou nesse passo, tudo vai das certo.
  6. Com a batedeira em velocidade baixa, junte os ingredientes secos despejando de forma lenta e constante e bata apenas até não se veja mais farinha na massa. Para evitar bater demais, você pode fazer isso com uma espátula se preferir. 
  7. Com a espátula, junte as passas e as nozes. Divida a massa entre as cavidades da forma e polvilhe com as sementes de girassol, se estiver usando. 
  8. Asse por 25 minutos, ou até que um palito saia seco quando inserido no centro de um muffin. Retire do forno e deixe esfriar ainda na forma por 10 minutos. Desenforme com a ajuda de um garfo e deixe que esfriem sobre uma grade. Ficam deliciosos ainda mornos, com ou sem manteiga mas aguentam bem até o dia seguinte, num pote hermético. Você pode também congelá-los por até 2 meses, e reaquecê-los em forno a 180ºC por alguns minutos ou cortados ao meio, na torradeira. No caso da torradeira, só funciona se os muffins tiverem sido feitos sem as forminhas de papel.    

 Como não me apeteceu fazer tudo em formas pequenas, aproveitei a massa e fiz numa forma de bolo inglês! Simplesmente fantástico... Quanto à mistura de especiarias, usei, mas acho que as coloquei com medo... Certamente mais um a repetir, porque por acaso até sobrou puré de abóbora!

2 comentários:

  1. Parecem mesmo apetitosos!

    E a verificação de palavras já foi retirada, é bem mais fácil de te deixar comentários!

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Luísa! Com o tempo isto melhora! Sim, sem dúvida, são verdadeiramente deliciosos! Vale a pena experimentar! Beijinho.

    ResponderExcluir