quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Zebramos?!



Depois de uma edição muito romântica, tivemos várias ideias para o novo tema da BundtMania. Como já todos devem saber, o tema desta edição são os Zebra Bundt Cakes

Quê? Não sabem? Não sabiam? E isto que vos disse para passarem no Lemon and Vainilla para descobrirem!!! Pois ainda vão a tempo de participar porque ainda falta para que a edição termine!!

Um dia destes andei a passear pelo blog!! E dei-me conta que já tenho uns quantos bundts e, aqui entre nós, alguns que já nem me lembrava deles!! E isto porque normalmente não repito receitas de bundts! Tento sempre experimentar novas, para depois vos trazer novidades!

O que não será o caso de hoje!! Descobri o meu primeiro Bundt Zebra e fiquei aparvalhada a olhar para ele!! E porquê?? Porque depois de um ano, dei conta de quão trapalhona era e aquilo que eu queria era fazer bundts!! 

Mas serviu para que agora a mesma receita, com alterações nas quantidades e, algum ingrediente novo, me fizesse entender, que a pressa é inimiga da perfeição!!!

Como agora nos dias de folga os pequenos EXIGEM ir ao ski, eu aproveito para fazer manobras de divertimento aqui em casa!! Claro, quando me ponho na cozinha, é divertimento!! E tudo o que daí possa vir! E depois idealizar como serão as fotos, mas melhor ainda provar!!! Bem essa parte é a melhor de todas e confirmar que a fotografia que edito, corresponde ao sabor que tento transmitir!

E por falar em pressa, isto não é normal! Dois post's na mesma semana? Há que aproveitar a inspiração e o tempo e esperar que as coisas se mantenham assim! E este Zebra foi uma inspiração! Tinha visto um Zebra no Sabores de Canela, de chocolate e laranja! E fiquei a matutar naquele bolinho!

Ora vamos lá então zebrar!!!



Bundt que se preze, tem que ser acompanhado de café! E eu viciada como sou, nas duas coisas, não dispenso!!!


Zebra Bundt Cake de Chocolate e Laranja

Ingredientes:
- 320 gramas de açúcar mascavado claro
- 1 1/2 colher de chá de fermento
- 1/4 colher de chá de sal
- 300 gramas de farinha para bolos
- 50 gramas de cacau
- 5 colheres de sopa de água
- 260 gramas de manteiga
- 4 ovos
- 60 ml de leite
- raspa de meia laranja
- sumo de meia laranja

Calda de chocolate branco:
- 180 gramas de chocolate branco
- 100 ml de nata
- 1 casca de laranja





Execução:

Pré-aquecer o forno a 190ºC. Untar e polvilhar com farinha uma forma de Bundt (este é dos passos mais importantes para que um Bundt saia perfeito).

Peneirar a farinha, o sal, e o fermento e reservar. 

Numa taça colocar o cacau, 100 gramas de açúcar e as 5 colheres de água, mexendo bem de modo a obtermos uma pasta suave.

Derreter a manteiga e deixar arrefecer (podem derreter no microondas a baixa potência). Juntar o açúcar e os ovos e bater até obtermos uma mistura suave e esponjosa.

Juntar a farinha alternado com o leite, batendo sempre a velocidade média. Quando esteja bem incorporada retiramos 200 gramas desta massa e juntamos à pasta de cacau envolvendo bem.

Na massa sem o cacau, juntamos a raspa de laranja e o sumo da mesma, envolvendo em suaves movimentos.

As massas não devem ficar tão espessas como na maioria dos bundts. Caso isso aconteça, pode adicionar-se uma colher de leite extra. Neste caso, só tive que adicionar na massa de cacau.

Para obtermos o efeito Zebra, há que ter paciência de Jó. A massa deve ser colocada na forma de colherada em colherada!

Primeiro, duas colheres de massa de laranja, e sobreposta uma colherada de massa de cacau. Assim pacientemente até que se terminem.





Depois de colocar a massa na forma, levamos ao forno e baixamos a temperatura para 180 ºC. Deixamos cozer aproximadamente 1 hora, ou até que o palito saia limpo e os bordes se comecem a soltar da forma.

Deixamos arrefecer 15 minutos na forma e desenformamos sobre uma rede. Deixamos arrefecer completamente, envolvido num saco de plástico.

Para a cobertura de chocolate branco, ferver a nata com a casca de laranja e deixar infusionar. Juntar o chocolate partido e mexer até que se derreta. Verter sobre o bolo e aguardar que se seque.






Risquinha para cima, risquinha para baixo, é um Zebra!!!! E este era o resultado que se pretendia! O sabor, bem esse, é simplesmente fantástico!

Quando o provei, fez-me viajar no tempo! Lembrei-me de uns bolinhos que havia da DanCake, não sei se ainda há, mas foi a lembrança que me trouxe!!






Ficaram curiosos em saber de que bolinho falava? Pois experimentem!! No fim de desenformar e cortar a primeira fatia, vale toda a paciência do mundo!!!

Acompanham-me no café??

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Um clássico britânico


Whole Kitchen en su Propuesta Dulce para el mes de Febrero nos invita a preparar un clásico de la cocina británica:
Pudin de Pan y Mantequilla
(Bread and butter Pudding)








Um clássico da cozinha britânica! Pois até pode ser, mas a minha Mãe fazia também um pudim de pão! Que não era como este, mas que era fabuloso!!!

Acho que este Bread and Butter Pudding tem uma mistura de sobremesa e talvez de pequeno almoço preguiçoso, dependendo da hora do dia a que o queiram servir!!

Independentemente disso, sirvam-no! Façam e provem porque vale bem a pena!! A receita escolhida pelo círculo Whole Kitchen é do Jamie Oliver. E como todos já sabemos, não precisamos de nos complicar a vida, para termos um pedaço de céu enquanto comemos algo que preparamos num abrir e fechar de olhos!!

Confort food?? Sim, de certeza que sim!! 

E olhem sabem uma coisa?? O dia de hoje não é dos melhores para escrever! Menos mal que fiz a receita ontem, porque da maneira que estou hoje, acho que não a fazia e se a fizesse saía asneira! Mas em boa a hora a fiz, porque assim que terminar este post, vou ali buscar uma tacinha!! Quem é que disse que o chocolate é anti-depressivo?? Eu!! Mas agora acrescento à lista este Bread and Butter Puding! (risos)

Uma receita perfeita para aproveitar restos de pão, brioche, croissants, aquilo que nos apeteça! Pode juntar-se fruta e torna-lo ainda muito mais delicioso!! 


Pudim de Pão e Manteiga
(Bread and Butter Pudding - receita de Jamie Oliver)




Ingredientes:

- 50 gramas de manteiga sem sal amolecida
- 1 pitada de canela
- 1 pitada de noz moscada
- raspa de meia laranja
- 4 fatias de brioche (na receita é pão de forma normal)
- 5 gemas de ovo
- 1 clara
- 70 gramas de açúcar
- 250 ml de leite meio gordo
- 285 ml de nata MG>30%
- 1/2 vagem de baunilha
- 2 colheres de sopa de doce de alperce
- Passas a gosto

A receita original tem o dobro das quantidades! Como não tinha recipientes para tanta quantidade, reduzi a receita. Pode ser feita em recipientes individuais ou num tabuleiro próprio para o forno.


Execução:

Pré aquecer o forno a 180ºC.
Num tacho colocar o leite, a nata e as sementes da vagem de baunilha e ferver. Retirar e deixar arrefecer.

Untar 4 recipientes de 250 ml de capacidade, com manteiga e reservar.

Misturar com a manteiga, a canela, a noz moscada e a raspa de laranja. Untar com esta manteiga as fatias de brioche, nos dois lados. Cortar em 4 pedaços cada fatia e colocar nos recipientes préviamente untados.

Bater as gemas e a clara com o açúcar, de modo a obter uma mistura cremosa. Juntar o leite em fio mexendo sempre.

Deitar nos recipientes e deixar repousar durante 10 minutos para que o brioche absorva bem este preparado. Juntar passas a gosto entre as pequenas fatias de brioche. Não devem ficar muito à superfície para evitar que se queimem.

Levar ao forno durante 30 minutos. Retirar e pincelar com o doce de alperce aquecido no microondas e voltar a colocar no forno mais 10 minutos.

Retirar e deixar arrefecer. Servir morno ou frio acompanhado com gelado de baunilha ou até mesmo crème frâiche.

Tempo de preparação: 45 minutos; Dificuldade: Fácil
Vegetariano: Não; Para crianças: Sim
Ingrediente principal: Pão, leite e ovos; N.º de porções: 4
Prato: Sobremesa




Excusado será dizer, que esta sobremesa se repitirá muitas vezes cá por casa!! E acho mesmo que até vou deixar que o pão fique recesso mais vezes!

É absolutamente delicioso!! E não sou exagerada! É daquelas sobremesas, que quando acabas a tacinha ( tenho que arranjar umas maiores), dizes... Oh já acabou??





E aparte de ser bom simples, com um bocadinho de gelado de baunilha.... Ai que desgraça a minha! E não foi a crème frâiche porque por incrível que pareça não havia!!

O contraste do morno com o frio do gelado.....




Desafio-vos a experimentarem! E se quiserem sabores mais exóticos, experimentem substituindo o leite por leite de coco! E entre as fatias de brioche colocar umas rodelas de banana madura e salpicar com umas pepitas de chocolate!! Eu já experimentei!

Conseguem imaginar o resultado??


sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Maçãs ou... Maçãs!!!



Con esta receta participo en el Reto de Febrero de Cocineros de Mundo en Google+ en el apartado de Dulce.






Já há muito tempo que não participava nos desafios do Cocineros del Mundo! Aquele que foram os primeiros em que participei e sempre tentei estar presente! Mas a vida tem destas coisas e mais enfiada aqui na Sibéria!! Andei uns quantos meses longe, a ver o que faziam, mas desta vez, não podia escapar-me e não fosse o tema Maçãs!!

E eu continuo a achar que é mesmo o fruto do pecado!!! E se for em bolo, é música para os meus ouvidos!!

No Natal este livro, Delia's Cakes, chegou até à Sibéria! E a culpa foi da Lia!!!!! Depois de o ter aberto, o encantamento foi imediato! As fotos, as explicações, as receitas, enfim.... Tudo para que eu continue apaixonada por tudo o que é bolo ou bolinho! O que também não é dificil!!! Assim que o abri, andei a namorar o dito uns dias!! A namorar, não, a cortejar que é mais fino! E foi quando encontrei um bolo de maçã! Simples e com ingredientes que tem tudo para ser um bolo fantástico!

Já não me lembrava de fazer um bolo de maçã e eu tenho a paranóia de que ainda não encontrei o melhor, mas este, bem este está quase quase lá!!!! Sou esquisita, e depois??


Bolo de Maçã e Cidra
(receita retirada do livro Delia's Cakes, pág.221)




Ingredientes:
- 1 maçã golden pequena
- 150 ml de cidra
- 75 gramas de passas
- 225 gramas de farinha com fermento
- 1 colher de chá de fermento
- 1 colher de chá de canela
- 1/2 colher de chá de cravinho moído
- 1/4 colher de chá de noz moscada moída
- 150 gramas de manteiga sem sal amolecida
- 2 ovos tamanho L
- 150 gramas de açucar mascavado claro

Para a cobertuta:
- 25 gramas de manteiga sem sal amolecida
- 25 gramas de farinha com fermento
- 50 gramas de açúcar mascavado escuro
- 1 colher de chá de canela
- 1/4 colher de chá de cravinho moído
- 25 gramas de amêndoa em palitos
- 2 maçãs golden pequenas
- açúcar em pó para polvilhar




Execução:

Cortar a maçã em pedaços pequenos e colocar numa taça com as passas e a cidra. Untar e polvilhar com farinha uma forma de 20 cm de diametro sem buraco, de fundo amovivel. Pré-aquecer o forno a 180ºC.

Peneirar a farinha, o fermento e as especiarias, colocando a peneira o mais alto possível, para que desta maneira a farinha ganhe a maior quantidade de ar possível. Juntar a manteiga, os ovos ligeiramente batidos e o açúcar. Bater durante um minuto até que estejam todos os ingredientes bem misrturados e aumentar a velocidade de modo a obter uma mistura suave.

Com uma colher de sopa, juntar a cidra, a maçã e as passas, envolvendo bem na massa. Deitar na forma e alisar a superficie com a colher.

Para a cobertura juntar a farinha, a manteiga, o açucar e as especiarias numa taça. Envolver com as pontas dos dedos de maneira a obter uma farofa, juntando por ultimo a amêndoa.
Descascar as maçãs e cortar em meias luas finas que se dispõem sobre a massa e por ultimo o crumble/farofa.

Levar ao forno durante 1h 20 ou até que o bolo comece a despegar-se da forma.

Deixar arrefecer 10 minutos dentro da forma e depois retirar o aro. Com a ajuda de uma faca, levantar o bolo e deixar arrefecer completamente sobre uma rede. Polvilhar com o açucar em pó e servir.





A Delia aconselha a que o bolo seja servido com uma colherada de nata batida!!! E eu acho que aconselha muito bem, mas eu sou uma perdida por crème frâiche e sempre que posso, roubo uma colherada!!!

Um bolo que se mantém super humido durante o tempo que dura e que mais que um bolo para um lanche, é um bolo para uma sobremesa!





O que não falta neste livro são bolinhos fantásticos! E de maçã há uns quantos, e este foi apenas o primeiro! Como a maçã é um fruto intemporal nos dias de hoje, os próximos também passarão por aqui!

Enquanto isso, vou ali buscar mais crème frâiche!!

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Bloody....



Com esta história do blog, tenho a vizinhança toda contagiada!!!! Não só porque são os meus provadores oficiais depois dos catraios, mas também por acho que de cada vez que falo disto se nota que gosto cada vez mais!!

Noutro dia a vizinha emprestou-me umas chavenas todas fashion para as minhas fotografias!! Até disso se lembram quando vêem alguma coisa de diferente! Ou então quando andei a mudar uns móveis, quando viu perguntou logo, e onde vais tirar as fotografias?

A minha casa não é tão iluminada como eu (risos), mas também não é um poço escuro como algumas onde já vivi!! E então como me recuso a tirar fotografias sem luz natural e não há meios para criar um pequeno estúdio, a janela da minha sala é o meu projector preferido! E isto se não estiver a nevar, porque então a coisa torna-se muito complicada!




As fotografias pela Sibéria são as mais fáceis de tirar!!! Não tenho que andar com o tripé atrás, e olha, às vezes ficam giras!! Se bem que noutro dia, um amigo meu, que dá a casualidade que é fotografo, dizia no seu castelhano con sotaque argentino, que tinha que buscar outros fundos! Que não fossem só brancos!! E eu comecei-me a rir e disse-lhe que na Sibéria era um bocadinho impossível!!!

Vai daí numa conversa sobre fotografia, explicou-me umas quantas coisas! Especialmente no que toca ao tripé, mas ainda assim, eu e o dito não nos entendemos!!

A Helena também já me tinha dito como fazer, mas eu demoro a lá chegar né? E para estas coisas eu preciso de tempo e tranquilidade! Quando andam os catraios por casa, é impossível! 

Sim porque entre a pequena que se senta na mesa à frente do computador e diz ao irmão, que já tem idade para saber o que quer e, entre o irmão que acorda um dia de manhã e me diz que entraram zombies em casa e lhe roubaram um brinquedo, os dias em que posso tirar fotografias são muito poucos!!

O pequeno acorda a falar de zombies e há uns dias atrás eu acordei a pensar em laranjas sanguíneas!! Podia ser pior né? E não me perguntem porquê, mas depois acabei por encontrá-las por aqui na Sibéria! Assim que as vi, vieram logo comigo sem saber ao certo como iriam terminar!!!





De uma coisa estava certa, tinham que ser caramelizadas como as clementinas sparkling!! E pronto, foi o mote para tudo o resto! O problema foi mesmo encontrar o livro quando tive vontade de fazer qualquer coisa, que já há muito andava aqui a matutar!! E fui dar com o livro no quarto dos catraios! Cá para mim foi a mesma zombie que roubou o brinquedo ao pequeno!! 



Cheesecake Citríco com Laranja Sanguínea Caramelizada
(receita adaptada do Le Grand Livre Marabout de La Pâtisserie facile, pag. 117)





Ingredientes:


Para a base:
- 250 gramas de bolachas de manteiga (usei digestivas)
- 125 gramas de manteiga sem sal amolecida
- 1/4 de colher de chá de noz moscada

Para o cheesecake:
- 4 ovos (gemas e claras separadas)
- 200 gramas de açúcar
- 2 colheres de chá de raspas de limão
- 125 ml de sumo de limão
- 125 ml de sumo de laranja normal
- 125 ml de água
- 1 1/2 colher de sopa de gelatina em pó
- 500 gramas de queijo creme (usei Philadelphia)
- 300 ml de crème fraiche batida em chantilly

Para as laranjas sanguíneas caramelizadas:
- 3 laranjas sanguíneas medianas ( as da foto acima)
- 175 gramas de açúcar mascavado claro
- 3 colheres de sopa de Grand Marnier
- sumo de uma laranja sanguínea
(A receita original usa uma calda de ruibarbo).





Para caramelizar as laranjas sanguíneas o procedimento é o mesmo que o que foi usado para as clementinas, no post do Bolo de Amêndoa e Clementinas Caramelizadas, ou simplesmente sparkling como eu chamo.

A única diferença é que as laranjas serão descascadas a "vivo". Ou seja, tentar retirar a casca evitando que a laranja fique com aquela pele branca. Seguidamente cortam-se em rodelas finas e cobrem-se com o caramelo, que neste caso precisa de ferver mais cinco minutos depois de adicionar o Grand Marnier e o sumo da laranja.

Para verem o método usado para as laranjas espreitem este vídeo, que mostra a sua simplicidade!

Execução:

Para a base, reduzimos as bolachas a migalhas com um processador de alimentos e juntamos a manteiga e a noz moscada. Colocamos a base, pressionando, em 8 formas de fundo amovível, de 10 cm de diametro, ou numa forma de 28 cm de diâmetro.
Levamos ao frigorifico durante 30 minutos.

Para o cheesecake colocamos numa taça resistente ao calor, o açúcar, as gemas de ovo, a raspa de limão e os sumos de laranja e limão. Levamos a banho maria, mexendo sempre durante 10 minutos, com uma vara de arames, até engrossar e ficar com uma textura tipo mousse.
Retiramos a taça do banho maria.

Numa taça colocamos a agua e dissolvemos a gelatina. Levamos a banho maria e mexemos até que a gelatina se derreta.

Misturamos na mistura anterior e deixamos arrefecer.

Batemos o queijo creme e adicionamos a mistura anterior em 4 vezes, envolvendo bem. De seguida batemos a crème frâiche e adicionamos a esta preparação.

Por fim batemos as claras em castelo suave e adicionamos em 2 vezes, como movimentos suaves e envolventes.

Colocamos nas formas anteriormente preparadas com a base de bolacha e, levamos ao frigorífico pelo menos 12 horas.

Servir o cheesecake com a laranja sanguínea caramelizada.

Tempo de preparação: 30 minutos +12 horas de refrigeração; Dificuldade: Média
Vegetariano: Não; Para crianças: Não
Ingrediente principal: Citrícos; N.º de porções: 8
Prato: Sobremesa







Notas da Mamã:
- Quanto mais tempo estiverem as laranjas no caramelo, melhor ficam!
- Cuidado a derreter a gelatina! É tão ou mais sensível que o fermento que usamos para o pão! Se nos passamos na temperatura, perde o seu efeito gelificante.
- O cheesecake, é uma mistura, entre uma mousse super ligeira, com o toque dos citricos e o saborzinho do queijo... Perfeita!!!
- Pode ser feita com laranjas normais caramelizadas e no caso de fazerem numa forma grande, antes de servir só têm que colocar as rodelas a tapar a superfície do cheesecake.






Poderia fazer como de costume e dizer aquilo que realmente penso desta sobremesa! Bem posso dizer que é perfeita para uma ocasião especial, ou simplesmente para um almoço de amigos!

Quanto ao seu sabor? Pois vou-vos deixar curiosos e a única coisa que vos digo é que a cada colherada, temos sempre vontade de comer mais um bocadinho!

Agora só têm que experimentar!


sábado, 15 de fevereiro de 2014

Round-Up 5ª Edição da BundtMania - São Valentim


E como todos os dias 15 de cada mês há um round-up do BundtMania!! E desta vez toca-me a mim fazer, aquele que é o post mais amoroso deste blog!! A culpa não é minha! A culpa é da Lia, do Lemon and Vainilla que a seu dia me desafiou! A culpa é minha, que para escolher o tema, fui eu que dei a ideia, e a culpa, essa sim, a maior delas todas, é vossa!! Que se juntam a cada edição a nós e que nos mimam com o vosso carinho e a vossa dedicação!

Mas não pensem que isto vai terminar!! Nada, disso! Já podem ver o tema da 6ª Edição do BundtMania, que está no Lemon and Vainilla! E o tema até poderia ser obvio, tipo Carnaval, mas desenganem-se! Nesta BundtMania não há nada de seja óbvio!!

Ai que disparate mais grande acabei de dizer!!! Claro que há coisas óbvias!! E este é um post óbvio!

E como o amor não tem limites, este post é assim! É um desfile amoroso e longo, mas as coisas do Amor são assim!!

Comecemos então!!


Do blog Lemon and Vainilla:

"Amor quando é Amor não definha,
E até ao final das eras há-de aumentar.
Mas se o que eu digo for erro
E o meu engano for provado,
Então eu nunca terei escrito

Ou nunca ninguém terá sido amado".
(William Shakespeare)






Do blog MasterChef de Algibeira:


"Não interessa quem tu amas, onde é que amas, porque é que amas, quando é que amas ou como é que amas, o que interessa é que amas." (John Lenon)




Do blog Dona Biscoito:

"És tu....
A música das minhas flores.
És a luz, és a ponte, és o meu ser.
Branco em arco íris dos sentidos.
Corda da minha salvação, fio do meu coração.
És tu....
Minha pele, pomba, pêssego e concha.
Jóia de árvores verdes, arbustos por cortar,
Para que a vida não seja interrompida.
És tu...
A vida em forma de amor.
O amor renascido e pronto a vencer.
És tu... 

(Cláudia)








Do blog A Mousse é Caseira:

"Este bundtcake tem a genuídade do meu amor pelos outros, tem a doçura do meu amor pelo meu marido, tem o colorido do meu amor pelas minhas filhas e todo ele representa no seu conjunto o Amor que recebo de cada um deles."










Do blog Delícias da Pipas:

"Num momento, num olhar, o coração apanha-se para sempre. Ama-se alguém. Por muito longe, por muito difícil, por muito desesperadamente. O coração guarda o que se nos escapa das mãos. E durante o dia e durante a vida, quando não está lá quem se ama, não é ela que nos acompanha – é o nosso amor, o amor que se lhe tem." (Miguel Esteves Cardoso)







Do blog Entre Tachos e Sabores:

" Amar-te é o meu propósito,
Proteger-te o meu dever,
Abraçar-te a minha perdição,
Querer-te é o meu vício,
Eterna será a nossa união."







Do blog O Barriguinhas:



SONETO DE AMOR
Não me peças palavras, nem baladas,
Nem expressões, nem alma... Abre-me o seio,
Deixa cair as pálpebras pesadas,
E entre os seios me apertes sem receio.

Na tua boca sob a minha, ao meio,
Nossas línguas se busquem, desvairadas...
E que os meus flancos nus vibrem no enleio
Das tuas pernas ágeis e delgadas.

E em duas bocas uma língua... — unidos,
Nós trocaremos beijos e gemidos,
Sentindo o nosso sangue misturar-se.

Depois... — abre os teus olhos, minha amada!
Enterra-os bem nos meus; não digas nada...
Deixa a Vida exprimir-se sem disfarce!

António Gedeão (1906-1997)







Do blog Senhora Dona Anica:

"Não és sequer a razão do meu viver... Pois tu és já toda a minha vida."
Florbela Espanca





A Sílvia traz um Bundt, com um swirl vermelho, como o Amor.

"Eu quero amar, amar perdidamente. Amar só por amar."
Florbela Espanca




Do blog Basta Cheio:

"Um simples: Queres namorar comigo?"






Do blog Food With Meaning

“Que é amar senão inventar-se a gente noutros gostos e vontades? Perder o sentimento de existir e ser com delícia a condição de outro, com seus erros que nos convencem mais do que a perfeição?” (Agustina Bessa Luís)






"É assim que te quero, amor,
assim, amor, é que eu gosto de ti,
tal como te vestes
e como arranjas
os cabelos e como
a tua boca sorri,
ágil como a água
da fonte sobre as pedras puras,
é assim que te quero, amada,
Ao pão não peço que me ensine,
mas antes que não me falte
em cada dia que passa.
Da luz nada sei, nem donde
vem nem para onde vai,
apenas quero que a luz alumie,
e também não peço à noite explicações,
espero-a e envolve-me,
e assim tu pão e luz
e sombra és."
(Pablo Neruda - Assim que te quero)







Do Blog That cake sweet:
http://thatcakesweet.blogspot.pt/2014/02/bundt-de-chocolate-e-coco.html

"Posso não estar de acordo com o que dizes mas luto para que o possas fazer." 
(Amnistia Internacional)




Do blog MasterChef de Algibeira: ( sim, a minha Mafalda, fez dois bundts!! dizia que o primeiro não convencia!)

"A capacidade de rir junto é o amor." - Françoise Sagan







Do blog Sweet Gula:

"Que é amar senão inventar-se a gente noutros gostos e vontades? Perder o sentimento de existir e ser com delícia a condição de outro, com seus erros que nos convencem mais do que a perfeição?"
(Agustina Bessa-Luís)






Do blog Prazer a cozinhar:

"Love is a promise; love is a souvenir, once given never forgotten, never let it disappear" - John Lennon






"De almas sinceras a união sincera
Nada há que impeça: amor não é amor
Se quando encontra obstáculos se altera,
Ou se vacila ao mínimo temor.
Amor é um marco eterno, dominante,
Que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante,
Cujo valor se ignora, lá na altura.
Amor não se transforma de hora em hora,
Antes se afirma para a eternidade.
Se isso é falso, e que é falso alguém provou,
Eu não sou poeta, e ninguém nunca amou."
(William Shakespeare, Amor é um marco eterno)






Do blog Salpicos Doces:

"Amar não é olhar um para o outro, é olharmos juntos na mesma direcção."
Antoine de Saint-Exupéry





Do blog Doce Fim de Semana:

Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
e com amor não se paga.

Amor é dado de graça,
é semeado no vento,
na cachoeira, no eclipse.
Amor foge a dicionários
e a regulamentos vários.

Eu te amor porque não amo
bastante ou de mais a mim.
Porque amor não se troca,
não se conjuga nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
feliz e forte em si mesmo.

Amor é primo da morte,
e da morte vencedor,
por mais que o matem ( e matam)
a cada instante de amor.
(Carlos Drummond de Andrade)






E pronto, o último a fechar esta edição é o meu!

"Sem um amor não vive ninguém. Pode ser um amor sem razão, sem morada, sem nome sequer. Mas tem de ser um amor. Não tem de ser lindo, impossível, inaugural. Apenas tem de ser verdadeiro."
(Miguel Esteves Cardoso)






Aiiiiiiiiiii....... Isto é um suspiro e não um grito!!! Porque simplesmente é impossível resistir a cada um destes Bundts e ainda por cima, todos têm uma citação que me deixa assim, meia lamechas!!

E aquilo que não foi nada lamechas foi a escolha!!! Eu e a Lia, tivemos uma grande conversa! E queríamos que fossem todos os ganhadores! Mas infelizmente não pode ser!

Mas como estamos atingidas por isto do Amor, nesta edição não há só um vencedor, mas sim dois!!! 

Os Bundts mais Amorosos desta edição, são:

- Hummingbird Bundt Cake do Blog Sweet Gula,

- Bundt Baunilha e Tamarilho do Blog Basta Cheio.

Célio eu vou ser a responsavel por enviar a tua lembrança e por isso necessito que me envies por mensagem a tua morada, e tu Susaninha, envia uma mensagem à Lia, que será ela que vai enviar a tua lembrança!

Obrigado a todos pelo vosso carinho e dedicação! Psst.... Não se esqueçam de verem o tema novo, no Lemon and Vainilla!



"O tempo até pode levar as horas, os dias, e até os anos... Mas os momentos, sentimentos, e pessoas que guardo no coração, esses ninguém conseguirá levar... Nem o tempo!"