domingo, 25 de janeiro de 2015

Supostamente brownies!


É que não gosto mesmo nada de fazer os post's em cima da hora, mas quando não há remédio, não há outra solução!

Era nestas alturas que eu queria que as noites se transformassem em dia, isto apesar de eu ser uma dorminhoca e adorar dormir. Dormir, dormir não, mas preguiçar durante meia hora antes de me levantar para mais um dia frio e branco.

Como se não bastasse a falta da meia hora, ainda tenho para me acordar mais cedo o barulho das máquinas limpa neves, o vento... Enfim, aqueles sons que te dizem, deixa-te estar mais um bocadinho.... Eu por mim ficava, né?

E hoje foi um desse dias que não me deixei levar pela preguiça e assim que tocou o despertador, em vez de ficar cinco minutos mais que normalmente se transformam em meias horas e que me deixam stressada, levantei-me logo. O primeiro que fiz foi olhar para a minha janela.... Não para ver o tempo, que esse eu já sei de cor, mas sim para ver a quantidade de luz que já tinha.

Os dias de folga são passados entre tentativas de organizar a casa e alimentar este pobre blog. Se não fosse pela BundtMania e pelo Dories às Sextas, já tinha morrido ao abandono... Coitadinho! Algum dia destes e quando o ritmo desenfreado da Sibéria o permita, voltarei com receitas novas. Quero eu dizer, com receitas sem serem para desafios. Se bem que eu gosto de me sentir desafiada, agora já poucas coisas me desafiam, mas há outras que guardo na memória ou na retina. E vão ficando até ao dia que surgem as ideias.

Depois de tanto tempo sem fazer nadinha nesta cozinha, volto mais uma vez com uma receitinha da Dorie, para mais uma quinzena do Dorie às Sextas.


Às oito e meia da manhã tirar fotografias por este lado, é complicado! Primeiro porque não experimentei as sugestões da Dorie de acompanhamento, e se vos digo a verdade, também não fazem falta nenhuma, mas a minha gula é tanta, que vi este bendito brownie besuntado com molho toffee.... Bem não quero pensar!!



Chipster-topped brownies ( Brownies com Bolacha)
(Receita retirada do livro Baking de Dorie Greenspan, p. 94)
tradução de Susana Figueiredo







Para a camada de brownie:
- 85 gramas de chocolate preto (bittersweet), cortado grosseiramente (usei de 55% de cacau)
- 45 gramas de chocolate amargo (unsweetened), cortado grosseiramente (usei de 70% de cacau)
- 113 gramas de manteiga sem sal, cortada em pedaços
- 165 gramas de açúcar
- 2 ovos grandes
- 1/4 colher de chá de sal
- 1/2 colher de chá de extrato de baunilha
- 63 gramas de farinha
- 60 gramas de nozes, cortadas grosseiramente

Para a camada de bolacha
- 80 gramas de farinha
- 1/4 colher de chá de bicarbonato de sódio
- 1/4 colher de chá de sal
- 85 gramas de manteiga sem sal, à temperatura ambiente
- 75 gramas de açúcar amarelo
- 70 gramas de açúcar branco
- 1 ovo grande
- 1 gema de ovo grande (não usei)
- 1 colher de chá de extrato de baunilha
- 85 gramas de chocolate preto em pepitas.

Execução:

Centrar uma grade no forno e pré-aquecê-lo a 175ºC. Untar com manteiga uma forma retangular de 23x33 cm (na receita original, mas eu usei um mais pequeno visto ser metade da receita), forrá-la com papel vegetal e untar o papel.


- Para o brownie
Juntar numa taça os dois chocolates e a manteiga e levar a banho-maria sobre um tacho com água a fervinhar. Mexendo ocasionalmente, aquecer apenas até os ingredientes estarem derretidos, brilhantes e suaves, tendo cuidado para a manteiga não se separar (o que pode acontecer se fcar demasiado quente). Retirar a taça do calor.
Com uma batedeira em velocidade média-alta, bater os ovos com o açúcar até ficarem pálidos, grossos e cremosos. Juntar o sal e a baunilha. Reduzir a velocidade para o mínimo e misturar o chocolate e a manteiga apenas até ficar incorporado. Raspar a massa dos lados da taça e, ainda na velocidade mínima, adicionar a farinha, batendo apenas até desaparecer. Com uma espátula de borracha, envolver as nozes e deitar a massa na forma. Reservar.


- Para a massa de bolacha
Misturar a farinha,o bicarbonato e o sal. Bater a manteiga e os açúcares em velocidade média-alta até ficar suave e cremoso, durante 3 minutos. Juntar primeiro o ovo inteiro e depois a gema, batendo durante 1 minuto entre cada adição. Juntar a baunilha. Reduzir a velocidade e adicionar os ingredientes secos, batendo apenas até desaparecerem. Ainda em baixa velocidade, misturar o chocolate cortado. Deitar colheradas da massa de bolacha sobre a massa de brownie e, usando a espátula, espalhar a massa com suavidade.
Cozer durante 50-55 minutos ou até a bolacha estar bem dourada e firme. Uma faca inserida até à massa de brownie deverá sair apenas ligeiramente húmida. Retirar do forno e deixar arrefecer à temperatura ambiente. Quando estiver completamente frio, passar uma faca fina pelos lados da massa, desenformar e voltar a virar sobre uma tábua de cortar, ficando a bolacha para cima. Cortar em retângulos de 2,5 x 5 cm e servir simples, com gelado, com natas batidas, com crème fraîche ou com molho de chocolate.








Foi a terceira vez que fiz um Brownie, mas este acho que foi o mais complicado! Já se sabe que os brownies são uns quadradinhos feios de aspecto, mas pejados de sabor e este não deixa dúvidas! Como queria acelerar o processo de arrefecimento, esta cabecinha pensadora, pôs o dito a arrefecer na janela... a -10ºC!! Depois queixei-me que o aspecto não era o melhor... Pudera... O choque de temperaturas foi brutal! E eu quero pensar que foi o culpado deste aspecto feioso, mas que aqui por casa nos deixou a babear....

Excusado será dizer, que vou ter que fazer a molho toffee...

Vai um quadradinho?

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

15º Round Up da Bundtmania - Edição do Chocolate





Antes de começar com o post propriamente dito, só quero dizer que foi um sofrimento para mim, reunir todas as maravilhas que até aqui chegaram.


Menos mal que eu só disse que de cada 10 pessoas, 7 admitem que gostam de chocolate e as outras estão a mentir! Pelos vistos, este numero é mais reduzido, porque eu conheço algumas que realmente não gostam, outras que não podem comer... enfim, um sem numero de situações!


Pois eu não minto! E como tal só vos posso dizer, que a Lia, já tem prontinha a nova edição do Lemon and Vainilla. E como não minto, também vos posso dizer que no fim de este post, tenho vontade de comer uma tonelada de chocolate...


Foi considerado nos inícios dos tempos, como o "Alimento dos Deuses". A mim não me estranha! Eu quando como um bocadinho, também me sinto noutra dimensão! (risos)


É considerado um dos alimentos mais complexos, visto na sua composição quìmica aparecerem mais de 500 componentes diferentes. Outros dizem que têm efeitos anti depressivos e mais não sei quê! E outros dizem também que o facto de ser consumido com alguma frequência, provoca o mesmo estado que provoca estar apaixonado! Eu sinceramente prefiro comer chocolate que me dá menos dores de cabeça e menos chatices! E é por estas e por outras que eu me dou conta, porque é que às vezes ando meia atontada! Apaixonada serei sempre, mas o chocolate ajuda e muito.


Poderia mencionar um sem fim de benefícios e curiosidades do chocolate, mas o tempo já não permite que me deixe alargar e só mesmo para terminar, só vos tenho a dizer que na minha opinião, o chocolate não é um substituto de nada! O chocolate é o chocolate! E o nada, pois é o nada!


Agora enquanto ficam a matutar no que é o nada a que me refiro, vamos começar com o desfile onde o rei foi mesmo o chocolate. 


Este é um post impróprio para chocolátras como eu! É um post impróprio para gulosos como eu! E se não acreditam em mim, julguem vocês mesmo!


A culpa desta edição não é só minha. A culpa é toda da outra Madame... Sim, sim... A Lia!!! E como prova disso, está este Bundt de Chocolate com cobertura de Chocolate, que podem encontrar no blog Lemon and Vainilla

Ainda só agora estou no início do post, e já vejo chocolate por todo o lado!! (risos)







Do blog Dona Anica, chega um Chocolate Sour Cream Bundt Cake. Eu não provei, mas consigo imaginar o sabor desta maravilha!







Do blog That Cake Sweet, chegam uns mini bundt cake de chocolate! Eu diria mais, uns triple chocolate mini bundt cakes! É que assim pequeninos, ninguém se resiste!







Do blog A Cozinha da Kinhas, chega um Tunnel Fudge Bundt Cake. Em resumo.... Aquele que é e será o melhor bundt de todos os tempos, desde que se começaram a fazer tem sido o ganhador de um concurso! E agora eu entendo o porquê, né?







Do blog O Barriguinhas, chega um Bundt de Chocolate. Definição curta, mas o bastante para definir um pedaço de gulodice. Ah e temos que ter em conta, que a Lúcia não aprecia... Não se nota, nadinha!!!









Do blog Dona Biscoito, chega um Bundt Mousse de Chocolate Menta. A estas alturas, eu já não sei quem é mais adicta ao chocolate! E reproduzir um dos chocolates mais famosos do mundo, é obra!









Do blog Receitas e Truqes da Clarinha, chega um Pardo BundtCake. Há coisas que são tão simples e descomplicadas, que só de imaginar a mim me transportam a outra dimensão! A vocês não?







Do blog Ideia Genial, chega um Bundt Duplo de Chocolate. Bem... Eu já não sei que mais dizer contra estes atentados gulosos! Mas como diz a Dora, ponhar comer chocolate na lista de afazeres do dia!








A Marta Marieiro, tem sido uma presença constante nesta BundtMania. Ainda não criou o blog, mas eu espero, que um dia destes me dê essa surpresa. Além disso, a Marta, não gosta de chocolate! Mas como há sempre um guloso em casa, ainda assim experimentou uma receita do Bocadinhos de Açúcar, e trouxe um Zebra Bundt Cake. As provas de amor, podem ter chocolate, né?








E para finalizar este desfile voluptuoso, fica aquela que serviu de mote, para aguçar os apetites mais gulosos! A Babka Bundt Cake, aqui da Mamã!







Depois deste desfile luxurioso, só me resta lembrar que hoje começa mais uma edição da Bundtmania, no Lemon and Vainilla.


Cá vos esperamos para mais um edição, e agora eu vou ali buscar um bocadinho de chocolate!

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Mais 365 dias...



Feliz Ano de 2015!!!!

Que cada dia novo que começa, seja um dia para sorrir, mesmo que às vezes não se tenha um motivo. Há que apenas pensar em algo que nos permita manter sempre estampado no rostro um sorriso!!


Depois de tanto tempo sem publicar, já era hora de voltar aqui a este meu cantinho que me deixa tão feliz e que me permite sorrir!

A azáfama da quadra que passou, não deu tréguas e como tal, o tempo escapava! Ainda assim é sempre complicado gerir tudo. Quero porque quero, que este cantinho esteja sempre em movimento, mas é-me impossível e para não entrar em parafuso, apenas o faço quando posso. Quando me posso dedicar de corpo e alma a ele. 

Por isso justifico de antemão a ausência e as possíveis ausências.

E eis que a melhor maneira de começar o ano, é a fazer um Bundt. Pois claro!

Trata-se de mais uma quinzena do Dorie às Sextas e desta vez a receitinha é de um Bundt. Excusado será dizer que este tinha que ser feito. Ou sim ou sim! No dia 1, dia em que finalmente chegou o repouso, meti-me na cozinha. De corpo e alma! Sem mudar nem uma só grama, saiu aquele que é um fantástico Bundt Cake, que não deixa menos a desejar que outras iguarias natalícias.

O único problema foi mesmo dar-me conta, que a abóbora que tinha não iria fazer a quantidade de puré que pedia a receita, mas ainda assim o resultado foi maravilhosooooo!!

A cada dia que passa, a cada receita que experimento da Dorie, fico mais surpreendida! Então eu alguma vez imaginava misturar tanta especiaria num bolo? E com abóbora? E com maçã? Bem, faltaram os arandanos frescos! Esses é coisa nunca vista pela Sibéria e secos também é dificil. Na falta deles, acabei com um saco de frutos vermelhos congelados.








All-in-one Holiday Bundt Cake 
(receita retirada do Livro Baking de Dorie Greenspan, p. 187)
(tradução: Susana Figueiredo)

Ingredientes:
- 250 gramas de farinha
- Duas colheres e meia de chá de fermento
- Duas colheres de chá de canela em pó
- Um quarto de colher de chá de noz-moscada moída
- Uma colher de chá de gengibre em pó (ou 1,5 colheres de gengibre fresco ralado)
- Uma pitada de sal
- 150 gramas de manteiga
- 200 gramas de açúcar branco
- 100 gramas de açúcar mascavado
- Dois ovos grandes
- Uma colher de chá de extracto de baunilha
- Uma chávena e um quarto de puré de abóbora (usei 200 gramas)
- Uma maçã em juliana fina
- Uma chávena de arandos vermelhos (usei cerca de 150 gramas de frutos vermelhos congelados)
- 100 gramas de nozes picadas grosseiramente
Açúcar em pó para servir.





Execução:

Pré-aquecer o forno a 175 graus. 
Misturar numa tigela a farinha, o fermento, a canela, a noz moscada, o gengibre (só se for em pó) e o sal. Juntar as nozes picadas grosseiramente e mexer bem. Noutra tigela, bater a manteiga com os açúcares, juntar os ovos e a baunilha e misturar bem. Juntar o puré de abóbora (e o gengibre, se for do fresco) e a maçã e envolver. Juntar os secos e bater até estarem bem incorporados. Por fim juntar os frutos congelados e envolver na massa. Deitar numa forma de bundt cake bem untada com manteiga polvilhada com farinha e cozer durante cerca de 60 minutos. Deixar arrefecer, desenformar e polvilhar com açúcar em pó antes de servir.






Quando tirei as primeiras fotografias, o Bundt ainda estava morno. Xiiiii.... Que desgraça! Coisa que nunca se deve fazer. E porquê? Porque a consistência do Bundt, seja este ou outro qualquer, é completamente diferente, mas ainda assim simplesmente delicioso. Cá entre nós, eu esperava ansiosamente que um dia chegasse um Bundt às Dories, e ei-lo!! E em bom hora, porque é simplesmente irresistivel.






Dificil mesmo é resistir! Seja morno ou frio! É uma mistura incrivel de aromas e a textura é qualquer coisa do outro mundo.

Deixo-vos esta fatia e espero que este ano que já começou, seja assim!! Cheio de momentos de partilha e que nos deixem com vontade de mais!

Por falar em mais, onde andam os Bundts de chocolate para a Bundtmania??