sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Mais 365 dias...



Feliz Ano de 2015!!!!

Que cada dia novo que começa, seja um dia para sorrir, mesmo que às vezes não se tenha um motivo. Há que apenas pensar em algo que nos permita manter sempre estampado no rostro um sorriso!!


Depois de tanto tempo sem publicar, já era hora de voltar aqui a este meu cantinho que me deixa tão feliz e que me permite sorrir!

A azáfama da quadra que passou, não deu tréguas e como tal, o tempo escapava! Ainda assim é sempre complicado gerir tudo. Quero porque quero, que este cantinho esteja sempre em movimento, mas é-me impossível e para não entrar em parafuso, apenas o faço quando posso. Quando me posso dedicar de corpo e alma a ele. 

Por isso justifico de antemão a ausência e as possíveis ausências.

E eis que a melhor maneira de começar o ano, é a fazer um Bundt. Pois claro!

Trata-se de mais uma quinzena do Dorie às Sextas e desta vez a receitinha é de um Bundt. Excusado será dizer que este tinha que ser feito. Ou sim ou sim! No dia 1, dia em que finalmente chegou o repouso, meti-me na cozinha. De corpo e alma! Sem mudar nem uma só grama, saiu aquele que é um fantástico Bundt Cake, que não deixa menos a desejar que outras iguarias natalícias.

O único problema foi mesmo dar-me conta, que a abóbora que tinha não iria fazer a quantidade de puré que pedia a receita, mas ainda assim o resultado foi maravilhosooooo!!

A cada dia que passa, a cada receita que experimento da Dorie, fico mais surpreendida! Então eu alguma vez imaginava misturar tanta especiaria num bolo? E com abóbora? E com maçã? Bem, faltaram os arandanos frescos! Esses é coisa nunca vista pela Sibéria e secos também é dificil. Na falta deles, acabei com um saco de frutos vermelhos congelados.








All-in-one Holiday Bundt Cake 
(receita retirada do Livro Baking de Dorie Greenspan, p. 187)
(tradução: Susana Figueiredo)

Ingredientes:
- 250 gramas de farinha
- Duas colheres e meia de chá de fermento
- Duas colheres de chá de canela em pó
- Um quarto de colher de chá de noz-moscada moída
- Uma colher de chá de gengibre em pó (ou 1,5 colheres de gengibre fresco ralado)
- Uma pitada de sal
- 150 gramas de manteiga
- 200 gramas de açúcar branco
- 100 gramas de açúcar mascavado
- Dois ovos grandes
- Uma colher de chá de extracto de baunilha
- Uma chávena e um quarto de puré de abóbora (usei 200 gramas)
- Uma maçã em juliana fina
- Uma chávena de arandos vermelhos (usei cerca de 150 gramas de frutos vermelhos congelados)
- 100 gramas de nozes picadas grosseiramente
Açúcar em pó para servir.





Execução:

Pré-aquecer o forno a 175 graus. 
Misturar numa tigela a farinha, o fermento, a canela, a noz moscada, o gengibre (só se for em pó) e o sal. Juntar as nozes picadas grosseiramente e mexer bem. Noutra tigela, bater a manteiga com os açúcares, juntar os ovos e a baunilha e misturar bem. Juntar o puré de abóbora (e o gengibre, se for do fresco) e a maçã e envolver. Juntar os secos e bater até estarem bem incorporados. Por fim juntar os frutos congelados e envolver na massa. Deitar numa forma de bundt cake bem untada com manteiga polvilhada com farinha e cozer durante cerca de 60 minutos. Deixar arrefecer, desenformar e polvilhar com açúcar em pó antes de servir.






Quando tirei as primeiras fotografias, o Bundt ainda estava morno. Xiiiii.... Que desgraça! Coisa que nunca se deve fazer. E porquê? Porque a consistência do Bundt, seja este ou outro qualquer, é completamente diferente, mas ainda assim simplesmente delicioso. Cá entre nós, eu esperava ansiosamente que um dia chegasse um Bundt às Dories, e ei-lo!! E em bom hora, porque é simplesmente irresistivel.






Dificil mesmo é resistir! Seja morno ou frio! É uma mistura incrivel de aromas e a textura é qualquer coisa do outro mundo.

Deixo-vos esta fatia e espero que este ano que já começou, seja assim!! Cheio de momentos de partilha e que nos deixem com vontade de mais!

Por falar em mais, onde andam os Bundts de chocolate para a Bundtmania??


9 comentários:

  1. Olá Mena querida...

    Há muito tempo que tu não publicavas, e há muito tempo que eu não comentava nada teu...
    O bundt ficou lindo, o interior com um aspecto delicioso, esses sabores devem ser de bradar aos céus!

    Que tenhas um ano repleto de coisas boas, muita saúde e alegria todos os dias, para ti e os teus pequenotes...

    Beijinho grande*
    Marlene

    ResponderExcluir
  2. Tem um aspecto delicioso!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  3. Tudo o que leve especiarias é do meu agrado. Acho que devia morar na Índia ou nos mercados do norte de África. Gostei desta receita que sendo da Dorie é um must com certeza.
    Que este ano te traga muita alegria e seja pleno de concretizações.
    Beijos grandes aqui deste rochedo rodeado de mar desde sempre e de nevoeiro há 15 dias. Cruz credo, como suspiro pelo verão!
    Patrícia

    ResponderExcluir
  4. O teu bolo tem um interior mesmo fantástico, que maravilha!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Mena!
    De facto, às vezes o tempo é escasso e termos o blog activo como gostaríamos não é possível.... o que não invalida que quando possas nos presenteies com este bundt de fazer crescer água na boca!
    Beijinhos e bom ano!
    Paula

    ResponderExcluir
  6. Ai como te compreendo! O tempo passa depressa e não dá para tudo...
    Mas, tiveste tempo para nos deixar um bundt maravilhoso com ingredientes que nos fazem adivinhar o quanto será tão bom saborear uma fatia!
    Votos de FELIZ ANO NOVO
    um beijinho grande

    ResponderExcluir
  7. Minha querida mana Bundette, estou tão em atraso...
    Bom, cá vai, hoje vais levar comigo e embora o teu tempo ande curto, o meu anda mais ou menos, mas a preguiça para comentar instalou-se mas hoje não escapas.
    AMO este bundt de paixão e vou reproduzi-lo muito em breve, ai pois vou, porque tem tudo para eu adorar e o aspecto é maravilhoso.
    Desde que fiz a tua coroa de abóbora que fiquei fã de abóbora em bolos e essa é mais uma razão para testar esta maravilha.
    Um beijinho grande aos 3 e feliz 2015 para vocês,
    Lia.

    ResponderExcluir