terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Simplesmente sparkling!



E hoje é dia de folga!!! Até parece mentira que o tenha aproveitado para fazer umas receitinhas para ter isto mais arrumadinho!

Sim porque normalmente eu deveria dormir umas quantas mais horas, mas dá-se a casualidade que nestes dias os catraios têm ski! E por incrível que pareça, ficam sempre em pulgas para ir!!

Eles ficam, e muito sinceramente, não acho muita piada! Mas na Sibéria, sê Siberiano e aprende a esquiar!! E eles parece que têm este desporto no sangue! Sempre que vão, aparecem todos contentes e as professoras deixam-me sempre de boca aberta quando me contam como são de despachados!!

Terei que mentalizar-me que um dia terei que experimentar!!! Assim num futuro mais longínquo.....

Por estar a falar de longe calhou mesmo bem! A receita que trago hoje está num livro da BBC, sobre receitas de Natal, e não só, que a Lia há uns tempos me enviou!! Assim que o abri, já não fiz mais nada a não ser babar!!

Depois reclamam que provoco e mais não sei o quê!! Se os livros têm receitas boas, eu tenho que experimentar né??

Pronto podia ser diferente, mas é mais um bolinho!! E um bolinho maquiavélicamente fácil e delicioso!!! E como estamos em altura de clementinas, laranjas, e afins, pareceu-me perfeito!!! E ainda por cima está no capitulo que diz: "Other Fabulous Desserts"....

E como é um bolo bonito é digno de uma festa! A Ana, do blog Telita na Cozinha, convidou-nos para a sua festa de aniversário! E como tal não me podia escapar e porque tive tempo, aqui estou eu com este bolo! Espero que continues a contar muitos mais e eu aqui para ver!!


Bolo de Amêndoa e Clementinas Caramelizadas
( receita de Mary Cadogan's pag.122 "Other Fabulous Deserts")





Ingredientes:

- 100 gramas de alperces secos finamente picados
- 175 ml de sumo de clementina (6-8 clementinas dependendo do tamanho)
- 100 gramas de manteiga sem sal amolecida
- 100 gramas de açúcar mascavado claro
- 2 ovos
- 50 gramas de farinha com fermento
- 175 gramas de amêndoa moída sem casca
- 1/2 colher de chá de essencia de baunilha
- 2 colheres de sopa de amêndoa fileteada
- açúcar em pó para polvilhar


Para as clementinas caramelizadas:

- 8 clementinas
- 175 gramas de açúcar mascavado claro
- 5 colheres de sopa de Grand Marnier ( ou qualquer outro licor de laranja)
- Crème frâiche para servir ou iogurte grego natural para servir




As clementinas caramelizadas devem ser preparadas com 24 horas de antecedência.

Execução:
Esprememos o sumo de duas clementinas e reservamos. Descascamos as restantes e retiramos ao máximo os fios brancos que costumam ter. Quanto mais fininha for a casca das clementinas melhor. Colocamos as clementinas descascadas num recipiente que aguente o calor e reservamos.

Num tacho colocamos o açúcar e 6 colheres de sopa de água e levamos ao lume. Vamos mexendo sempre até que o açúcar se dissolva. Depois de dissolvido, deixar que ferva 2 - 4 minutos sem lhe mexer.

Retiramos e juntamos o Grand Marnier e o sumo das clementinas. Mexemos bem e voltamos a levar ao lume, até que o caramelo esteja suave.

Vertemos sobre as clementinas que devem ficar totalmente submergidas neste caramelo. Tapamos e guardamos no frigorífico como minímo 24 horas.


Para o bolo:





Execução:

Picamos os alperces finamente e levamos num tacho ao lume com o sumo das clementinas (175ml). Deixamos que ferva 5 minutos, retirando para que arrefeça.

Colocamos numa taça a manteiga, o açúcar, os ovos, a farinha e batemos durante 2 minutos até obtermos uma mistura suave e fofa. Juntamos de seguida a amêndoa, a baunilha, os alperces e envolvemos na massa. 

Deitamos a massa numa forma de aro amovível de 20 cm, devidamente untada, polvilhamos com a amêndoa fileteada e levamos ao forno pré aquecido 180ºCm durante 40-50 minutos ou até que esteja firme ao toque.

Retiramos do forno e deixamos arrefecer durante 5 minutos e desenformamos deixando arrefecer completamente sobre uma rede.






Pronto é a gulodice perfeita!!! O bolo é simplesmente perfeito! Tem uma textura incrível e os alperces dão-lhe um toque frutado que constrasta na perfeição com a amêndoa!

E por isso a presença da crème frâiche para o servir! A sua cremosidade e a sua ligeira acidez, permite apreciar este bolo na totalidade, sem ser enjoativo!






Isto de ter livros de outros idiomas é complicado! Não porque não entenda, mas sim porque às vezes ha termos que simplesmente não se podem traduzir ou o significado não será o mesmo!

Quando vi a palavra "sparkling", comecei logo a matutar! Mas pedi ajuda à Dona Lia, que me explicou direitinho como era!

Mas ainda assim e apesar de ter traduzido continuo a achar que este é um bolo que brilha!!!

Sparkling, não é??

sábado, 25 de janeiro de 2014

Põe o dedo no ar!!!

Olho pela a minha janela e só vejo neve!!

Pois mas isso também é normal, mas eu é que ainda não me habituei!! E por mais que esteja por aqui nunca conseguirei habituar-me!!

Um dia destes de manhã a Maria olhava pela janela e via o cenário que se apresentava e dizia: "Oh Mãe podemos ficar em casa?"

Afinal não sou só eu! Mas se lhes digo se querem brincar na neve, nunca dizem que não!!

E a uma coisa que nunca digo que não é a um Donut!! Hummmm que coisa tao boa!! Pronto ja sei que fazem mal e mais não sei o quê! Mas perdoa-se o mal que faz pelo bem que sabe!! 

Não sou de os comprar muitas vezes, mas há dias que me apetece! E agora depois daquilo que vos vou mostrar, já não preciso de comprar!!

O Círculo Whole Kitchen desafia-nos no tema de Doces, a preparar a receita americana mais famosa, Donut's!!

Reza a históra que a primeira vez que se fez referência aos Donuts foi em 1803 num livro de pastelaria inglês, que a considerou como se fosse americana.

Existem muitas versões sobre a origem deste bolinho, mas ao que parece a sua aparição deve-se à presença de uns emigrantes holandeses por terras do tio Sam.

Foi esse bolinho que foi alterado até aos Donuts que conhecemos no dia de hoje! Dizem também que a sua forma de rosca foi inventada por um marinheiro, chamado Hanson Gregory de 16 anos, que não conseguia que os seus Donuts ficassem cozidos no meio e então furou o dito com a ajuda de um pimenteiro!!

Com ou sem pimenteiro, nos dias de hoje não faltam utensilios para os fazer! Um cortador de Donuts ou ate mesmo um simples cortado redondo e por exemplo a tampa de uma garrafa!

A receita é da Lara Ferroni que tem um livro editado destes meninos lindos! E ela também tem um blog que me deixa a suspirar!!

E a suspirar fico eu só de pensar nos ditos!!!


Donuts
(receita adaptada da Lara Ferroni)




Ingredientes:

- 1 colher de sopa de fermento de padeiro desidratado + 1 colher de chá
- 240 ml de leite gordo morno (45º)
- 400 gramas de farinha de pão ( por aqui é o que chama a "harina de fuerza")
- 30 gramas de açúcar
- 1/2 colher de chá de sal
- 1 colher de chá de essência de baunilha
- 3 gemas de ovo
- 60 gramas de manteiga sem sal em cubos ( ligeiramente amolecida)
- óleo para fritar

Para a cobertura:

- 150 gramas de açúcar em pó
- 3 ou 4 colheres de chá de leite ou água
- 1 colher de chá de essência de baunilha (opcional)

Execução:

Numa taça colocamos 180 ml de leite com a colher de sopa de fermento, misturamos e juntamos 110 gramas de farinha. Mexemos até obtermos uma massa lisa.

Cobrimos com um pano e deixamos repousar durante 30 minutos num lugar morno. ( A Lara recomenda que se cubra com uma manta elétrica, para podemos colocar no forno pré aquecido 5 minutos a 50º).

A massa que se obtém é aquilo a que se chama esponja ou poolish, ou até mesmo um pré fermento.






Como a minha batedeira não pode bater este tipo de massa, segui a receita para a batedora, mas fazendo de forma manual. É essa que passo a descrever e a qual pode ser adaptada à batedora fazendo a mesma coisa, mas não usando a força manual.

Ao fim deste tempo, colocamos numa taça o leite restante, a colher de chá de fermente e misturamos. Juntamos as gemas, o açúcar, o sal, a baunilha e a massa que preparámos anteriormente, mexendo sempre até obtermos uma massa suave. 

De seguida juntamos a manteiga pouco a pouco, batendo sempe entre cada adição.

Por fim vamos adicionando a farinha restante batendo bem a massa. Devemos obter uma massa de consistência lisa e suave. Pode pegar ligeiramente para é essa a textura pretendida.

Numa superficie enfarinhada colocamos a massa e amassamos durante 5 minutos. Colocamos na taça, cobrimos com película aderente e deixamos repousar num local morno durante 30 minutos.

Passado este tempo retiramos o ar ligeiramente e voltamos a cobrir com película aderente. Colocamos no frigorifico durante 1 hora e como máximo 12 horas.





Uma vez repousada a massa, enfarinhamos a superficie de trabalho e estendemos com a ajuda de um rolo, deixando a massa com uma espessura de 1 cm e vamos cortando com a ajuda de um cortador de donuts ou com o que acharem que pode servir para este efeito.




Colocamos os donuts num tabuleiro forrado com um pano. ( Eu usei uma folha de papel polvilhada com farinha)  Deixamos repousar 40 minutos num local morno.





Agora que estão prontos, aquecemos o óleo. Deve ter uma temperatura de 180ºC ( o melhor é usar um termometro de cozinha) e fritamos os donuts 1 a 2 minutos de cada lado.

Depois de fritos preparamos a cobertura e banhamos os donuts na mesma. Colocamos sobre uma rede e deixamos repousar.





Notas da Mamã:

- A primeira ronda de donuts não correu bem! Por motivos alheios à minha vontade, os donuts depois de cortados, descansaram mais do que 40 minutos. Depois de fritos a massa ficou pesada e massuda.

- Podem ser congelados depois de cortados e antes de os fritar colocar no forno pré aquecido a 50º, mas apagado quando se colocarem os donuts, durante 10 minutos.

- Desta segunda vez, simmmmmmmmmmmmmmm!!!! A receita dos Donuts em casa!!!





Esta segunda rodada ficou como imagino que teria que ter ficado a primeira! E já vos posso dizer que em relação aos originais não lhes ficam a dever muito!

Lembro-me de quando era mais jovem, imaginar como seriam aqueles donuts que apareciam nos filmes! Normalmente os polícias nunca começavam o dia sem um café e uma caixa de donuts! E qual deles o mais bonito e mais apetitoso!





Simplesmente com a cobertura ou com um pouco de chocolate de leite derretido, já vos posso dizer que agora já sei como são os donuts que via nos filmes, e o porquê do Homer Simpson ser um perdido por estes bolinhos de buraquinho!!

Uma receita simples e acreditem que vale a pena!

Lembram-se de um anúncio que o protagonista punha o dedo no ar? E de seguida caíam? Pois ja sabem, ponham o dedo no ar!!!

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Coeur Fondant!!



Continuamos com os coraçoes aqui pelo blog! Isto nem parece coisa minha, mas desta vez, é um coração especial! Sem a forma que estamos acostumados e sem a cor, mas com um sabor estupidamente decadente!

Nove em cada dez pessoas gosta de chocolate. A décima que diz que não, está a mentir!! É uma citação de um tal Tullius, desenhador de banda desenhada que o diz. E se ele o diz é porque tem razão né?

Pois já se está mesmo a ver o que vos trago! Sim, isso mesmo algo com chocolate!

E porque eu posso estar nos 9 da estatistíca, mas sou uma gulosa contida! Às vezes... e tudo porque esta pasta castanha escura, de preferência, continua a ser o meu anti-depressivo preferido e o substituto de algumas coisas, que para o tema não interessa!!!! Ou o meu anti neve! E se juntamos os dois, pois perfeito! Alma e coração cheios!

Não preciso de motivos para usar o chocolate nas minhas receitas, visto que costuma ser presença habitual! Mas o post de hoje tem um motivo! E esse é a festa de aniversário do Ponto de Rebuçado, da minha querida Mª João, ou como eu carinhosamente lhe chamo a senhora dos Pózinhos!!! Sim, mas isso sou eu! Porque eu fico deleitada da maneira que ela usa as especiarias e faz dela prata da casa! E depois disso, além de gostar do blog, pois gosto muito dela e do teletransporte!! 

E como tal não podia deixar de fazer um miminho para alguém que cada vez que passa retribui da mesma maneira! Visto isto, a Mª joão, pede-nos receitas com chocolate!

O meu Pai Natal enviou-me livros! Simmmmmm!!! E nao foi só um, senão 3!!!!! E que contente fiquei como é óbvio! E o primeiro que chegou sem eu saber,  foi o Le Grand Livre Marabout de La Pâtisserie facile - 600 recettes.

Um livro simplesmente fantastico! Com receitas simplesmente maravilhosas e muito facéis de seguir!!
Ora foi mesmo neste que fui buscar o Coração Fondant de Moka, ou no original Mokas au Coeur Colant.

Seja ele em francês ou português, é simplesmente divino!!


Coração Fondant de Moka




Ingredientes: (para 6 unidades)

- 150 gramas de chocolate negro ( usei a 74% de cacau)
- 125 gramas de manteiga sem sal cortada em cubos
- 3 colheres de chá de café solúvel
- 2 ovos
- 2 gemas
- 75 gramas de açúcar
- 35 gramas de farinha de trigo
- cacau em pó para decoração
- groselhas frescas para decoração (opcional)
- nata batida (opcional)




Execução:

Pré aquecer o forno a 200ºC e untar 6 formas de muffins de capacidade 180 ml. (usei de pudim flan)

Num tachinho colocar a manteiga, o chocolate partido e o café. Aquecer e mexer sempre até obter uma textura fluida e lisa. Transferir para uma taça e deixar arrefecer.

Numa taça colocar os ovos e o açúcar, batendo com a batedeira até obter uma massa amarelo pálido e esponjosa.

Juntar em fio a mistura do chocolate e por fim envolver a farinha peneirada.

Distribuir pelas formas e levar ao forno durante 12 minutos.

Retirar e desenformar cuidadosamente. Polvilhar com cacau em pó, as groselhas e nata batida a gosto. Servir de imediato.





O primeiro capitulo do livro só tem receitas com chocolate. Foi deveras dificil escolher uma e desta vez, rendi-me à sua simplicidade porque a preguiça toma conta de mim!

Mas apesar de preguiçosa gosto de coisas estupidamente decadentes!!! Simplesmente fantastico e com a nata, uiii!





Mª João, não te preocupes que para a festa eu triplico a receita! E já sabes o teletransporte está activado!!
Espero que gostes minha querida e que seja o primeiro de muitos bloganiversários!!

E vocês, não se esqueçam de experimentar!!

sábado, 18 de janeiro de 2014

Love Sweet Love



Conforme tinha prometido, aqui estou eu para vos trazer a minha proposta para esta 5ª Edição do BundtMania, que tem como tema o São Valentim!

E aquilo que se pede é que sejam Bundts Amorosos!

Se vos digo a verdade, só depois de ter feito o post anterior, é que me dei conta do sarilho em que me estava a meter!

Sim porque eu e o amor, andamos de candeias às avessas! Ou melhor, aquele que se procura e que o tornamos num porto de abrigo! Poderia contar-vos umas quantas peripécias sobre esse tema, mas em vez de um post, teriamos tantos que não quero pensar!!

E depois há outros amores! Eu tenho dois! A Maria e o Tomás! E desses sei que será sempre o maior de todos e que durará até ao infinito!






Depois aparecem os Bundts! Que mais do que um amor, são mesmo uma paixão assolapada! E quando vejo um, é dificil resistir! E se meto na cabeça que tenho que fazer algum, pois enquanto não estiver dentro da forma não descanso!

Mas isso já não é novidade nenhuma para aqueles que me têm seguido! E os novos, ficam a saber que aqui a Mamã é perdida por estes bolinhos!!

E como tal, a cada dia é mais complicado trazer algo original! Algo que se diga, UAU! Mas acho que desta vez ainda consegui um UAU pequenino!!

Uma mistura de receitas e umas quantas avarias! O Pinterest está cheio de ideias para esta data tão romântica! Por isso aproveitem para se inspirar! A ideia que vos trago neste Bundt já a tinha visto há uns tempos no Bocadinhos de Açúcar e desde então esperava a altura para a experimentar! Foi desta!

Ah e por falar em inspiração, porque o tema assim o exige, nesta edição cada bundt irá acompanhado de uma citação! Podem ser vocês a escolher a vossa citação preferida no vosso Bundt, ou serei eu a fazê-lo quando se faça o round up e quando os coloque na página do Facebook, como tem sido até agora!!

Por isso, INSPIREM-SE!!!






Bundt Cake de Chocolate Branco (com surpresa)
Receitas adaptadas do Pure Joy Pound Cake e Sour Cream Bundt Cake da Chrysta Wilson


Para o Bundt Rosa

Ingredientes:
- 170 gramas de manteiga s/ sal temp. ambiente
- 250 gramas de açúcar
- 3 ovos L
- 200 gramas de farinha
- 250 ml de leite gordo temp. ambiente
- 1 colher de chá de bicarbonato
- 1 pitada de sal
- 1/2 colher de chá de essência de baunilha
- Corante rosa em gel ( a gosto dependendo da intensidade da cor) (podem usar outra cor)
Execução:

Pré aquecer o forno a 170ºC. Peneirar a farinha, o sal e o bicarbonato, reservar.

Colocar numa taça a manteiga e o açúcar e bater a velocidade média. Juntar os ovos um a um, misturando bem entre cada adição.

Juntar a baunilha e o corante em gel. Adicionar o leite, alternando com a farinha, devendo terminar com a farinha.

Untar a forma de Bundt e colocar a massa.

Levar ao forno, aproximadamente 40 minutos ou até que o palito saia limpo.

Deixar arrefecer completamente. ( O melhor é fazer este Bundt na véspera, para que esteja bem frio).




Para o bundt de chocolate branco

Ingredientes:
- 230 gramas de manteiga sem sal temp. ambiente
- 100 gramas de chocolate branco (usei Lindt com pepitas de morango)
- 300 gramas de açúcar mascavado claro
- 250 gramas de crème frâiche
- 3 ovos L
- 250 gramas de farinha
- 1 colher de chá de bicarbonato
- 1/2 colher de chá de sal

Cobertura:
- 180 gramas de chocolate branco derretido
- Groselhas para decoração (opcional)

Execução:

Pré aquecer o forno a 170ºC. Peneirar a farinha, o bicarbonato e o sal, reservar.

Numa taça colocar a manteiga e o açúcar. Bater durante 5 minutos a velocidade média. Juntar os ovos um a um, batendo bem entre cada adição.

Juntar o chocolate branco derretido e frio. Alternar a crème frâiche com a farinha, devendo terminar com a farinha.

Untar a forma de bundt e colocar 1/4 da massa. De seguida cortamos fatias do Bundt rosa e usamos o cortador em forma de coração e vamos colocando sobre a massa, com a parte redonda para baixo, para que quando se desenforme o bundt o coração fique direito. (ou pelo menos direitinho).

Deitamos a restante massa e levamos ao forno durante 45 minutos ou até que o palito saia limpo.

Deixamos arrefecer 15 minutos na forma e desenformamos. Colocamos numa grelha e deixamos arrefecer completamente.






Derreter o chocolate branco, mas nunca deixar ferver. Mexer varias vezes de maneira a que baixe a temperatura. Colocamos num saco de pasteleiro com um bico fino, ou entao fazemos um cone com papel vegetal.

Sobre uma folha de papel vegetal vamos colocando fios de chocolate de maneira a que se toquem. Antes que arrefeça colocamos sobre a forma de bundt, para que fique com essa forma. Deixamos que fique rijo e com muito cuidado retiramos o papel.

Colocamos sobre o bundt!






Notas da Mamã:

A parte rosa do bolo, pode ser feita numa forma de bolo ingles ou num tabuleiro. Fiz na mesma forma de Bundt para me assegurar que não me iam faltar fatias.

A parte da cúpula de chocolate, foi uma tentativa! A falta de prática nota-se bastante, porque na arte de modelar o chocolate sou uma naba! E como podem ver nas fotos, o chocolate acabou mesmo por estalar, mas ainda assim o efeito visual que queria transmitir, acho que foi conseguido.






Depois desta meia cúpula, uma simples ganache de chocolate branco faz o mesmo efeito! Mas isto é o que dá quando me ponho a ver as minhas revistas francesas. Anunciavam um produto que tinha assim o mesmo efeito, mas sobre uma torta. Se não se experimenta não sabemos, não é?

Quanto ao chocolate branco da Lindt usado para este Bundt, é novidade por aqui! Qualquer chocolate branco de boa qualidade serve para fazer esta receita! Mas devo dizer-vos que apesar de não se verem as benditas pepitas de morango, o sabor está lá! E mais não digo, porque acho que as fotografias já falam!





E pronto, quando se fala de amor, o resultado é este! Agora fico à espera dos vossos!!

"Sem um amor não vive ninguém. Pode ser um amor sem razão, sem morada, sem nome sequer. Mas tem de ser um amor. Não tem de ser lindo, impossível, inaugural. Apenas tem de ser verdadeiro."
(Miguel Esteves Cardoso)


quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

5ª Edição do BundtMania - Tema: São Valentim


Mesmo depois de as mesas de Natal terem estado sempre repletas de iguarias, ainda houve tempo para Bundts de Natal!

A Lia, do Lemon and Vainilla, já tem prontinho o Round-up da 4ª Edição do BundtMania, que teve como tema o Natal!

Um desfile magnífico, já vos posso assegurar!

E depois da 4ª vem a 5ª Edição do BundtMania.

Desta vez tocou-me a mim! E despistada como sou, dei-me conta que estava em cima do dia do lançamento do tema novo. É que nesta cabecinha oca, o dia 15 era só lá para sexta feira, e não hoje!!

É que o tempo passa mesmo a correr e não me dou mesmo conta!!

O tema será lançado, mas sem Bundt! Mas prometo que até ao final da semana estará aqui, ou não seja eu a Mamã mais despistada da blogosfera!






Nem uma fotozinha minha tinha para poder colocar aqui! Mas menos mal que o Google nos proporciona o que seja a nivel de imagens!

Ora então o tema da 5ª Edição é.....ti São Valentim!

E ainda por cima a culpa é minha! Porque nas nossas "reuniões", leia-se eu e a outra Madame Bundette (Lia), lembrei-me que se não a fizessemos agora, mais tarde já não tinha tanta piada!

Pessoalmente acho que é um dia como outros! E se há que demonstrar Amor, pois que seja todos os dias! E os Amores não são todos iguais pois não?

Podia estar aqui a falar de Amores, mas se começo não acabo nunca!

Resta-me desafiar-vos a juntarem-se a nós, nesta onda amorosa de Bundts. Sim porque também podem ser alvo de amor, nao é? (risos)

Pois já sabem! Espero pelos vossos Bundts Amorosos, românticos ou não, neste post! A publicação é válida até ao dia 14 de Fevereiro, neste post,  para que no dia 15 possa ser apresentado o Round-Up final.

Aqui vos esperamos!

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Momentos partilhados



O tempo passa a correr! Oh se passa e quando nos damos conta já estamos em 2014!

Primeiro post do ano, primeiro bundt do ano! Tinha de ser um bundt, pois claro! E este vai direitinho para a 4ª edição do BundtMania,que decorre no Lemon and Vainilla sobre o tema Natal.

Já sei que o Natal já passou e que todas estas festividades tiveram ontem o seu encerramento, mas eu sou do contra, ou ainda não deram conta? E como o Natal é quando um Homem quer, neste caso uma Mamã, e como não fiz nenhum post para essa altura aqui fica.

Para um Bundt não há motivo como costumo dizer e este tem um duplo motivo! Como disse a edição que decorre e uma partilha!

Apetecia-me estar aqui a falar daquilo que opino do Natal e toda esta hipocrisia que se gera nessa altura do ano, mas não me apetece e já vai fora de horas! Prefiro antes falar das partilhas descomprometidas e de momentos partilhados!

Apesar de estar longe do meu país, dos meus amigos, da minha família, vou-me dando conta como as pequenas coisas se transformam em coisas grandiosas! E mais não seja quando se fala de amizade!

É aqui que entra o blog! Que me trouxe um sem fim de gente boa que comparte comigo este meus pequenos momentos felizes! Sim porque quando me sento a escrever um post, é um momento de felicidade! De felicidade porque a receita correu bem, as fotos ficaram mais ou menos, mas acima de tudo porque o resultado final deixa-me tão contente, que tenho que o partilhar!!!

Quando eu e a Lia começamos a falar do tema, enviou-me uma receita de uma revista inglesa! Uma receita simples para um Bundt de Natal. Eu andei aqui às voltas com ela, porque não me convencia! Achava que faltava algo! Foi quando apareceu o Bundt de Chocolate e Alfarroba da Ginja! 

Juntando estas receitas e a receita da Chrysta, Sour Cream Bundt Cake, que ainda está pendente de ser feita como ela manda, o resultado é o que se pode ver a seguir!

A Chrysta no seu livro quando fala desse Bundt faz uma pequena alusão às pequenas maravilhas que pode fazer uma colher de crème frâiche numa batata por exemplo. E eu só vos digo que ela tem razão porque este Bundt que vos trago, ficou muito mais enriquecido!


Bundt Cake de Chocolate e Crème Frâiche



Ingredientes:
- 230 gramas de manteiga sem sal
- 30 gramas de cacau sem açúcar 
- 100 gramas de chocolate a 74% de cacau
- 3 colheres de sopa de café instâneo dissolvido em 180 ml de água quente
- 300 gramas de açúcar mascavado escuro
- 250 gramas de crème frâiche espessa (em defeito iogurte grego)
- 1 colher de sopa de essência de baunilha
- 3 ovos M
- 250 gramas de farinha de trigo
- 1 colher de chá de bicarbonato de sódio ( anula a acidez da crème frâiche e ajuda a crescer o bundt)
- 1/2 colher de chá de sal

Execução:

Pré aquecer o forno a 180ºC.

Num tacho colocar a manteiga, o chocolate e o cacau. Deixar que derreta a manteiga e retirar. Deixar repousar 5 minutos e mexer para misturar bem o chocolate e o cacau. Juntar o café dissolvido na água a esta mistura e deixar arrefecer.

Numa taça colocar a farinha, o sal, e o bicarbonato, e reservar.

Bater os ovos com o açúcar e com a essência de baunilha a velocidade média até que duplique de volume. Juntar a mistura do chocolate, em fio e envolver bem na mistura dos ovos.

Juntar a crème frâiche, alternando com a farinha. Envolver bem na massa.

Untar a forma de bundt e encher com a massa.

Levar ao forno entre 40-50 minutos. Nota-se que o Bundt está cozido quando começa a despegar-se dos bordes da forma.

Retirar depois de cozido e deixar arrefecer antes de desenformar, 20 minutos. Desenformar e colocar sobre uma grelha e colocar dentro de um saco de plastico para arrefecer totalmente. (o meu ficou toda a noite).

Colocar num prato e servir polvilhado com açúcar em pó.





Depois de o ter desenformado e antes de o polvilhar com o açúcar, que neste caso usei o açúcar dourado reduzido a pó, embora não se note muito, pensei em colocar uma cobertura com a restante crème frâiche que me tinha sobrado.

Mas ainda bem que não o fiz! Apesar de ser uma gulosa e adorar esta crème, simplesmente com o açúcar é perfeito! Porquê modificar?





É um bolo para momentos felizes e acima de tudo momentos partilhados! Neste caso a partilha é só virtual, mas só vos posso dizer que vale bem a pena fazer! É simplesmente maravilhoso! Uma textura densa, húmida, doce o quanto baste e como se não bastasse, aquele toque do café que realça o chocolate!





Há coisas a que não resisto.... Os bundts ja se sabe, mas depois vem a crème frâiche!! Tinha que o provar com um salpico!

E não me enganei! Se simples é bom, assim acompanhado é a loucura!

Experimentem e depois digam-me se não tenho razão!

Ah e a edição decorre até ao dia 14 de Janeiro! Ficamos à espera dos vossos!

Entretanto eu vou ali comer mais uma fatia!